Conecte-se conosco

Nossa Cidade

“Todos contra a Dengue” une ações educativas contra o mosquito transmissor

Publicado

em

A abertura do seminário “Todos contra a Dengue” foi realizada na manhã desta segunda-feira, dia 25 de novembro, e deu início às atividades da segunda edição da campanha de combate às arboviroses em Campinas. Entre hoje e amanhã, serão realizadas palestas e apresentações esportivas e culturais no Salão Vermelho e no saguão do Paço Municipal. 

 

Também há exposição de trabalhos de alunos de 15 escolas municipais sobre o tema combate ao mosquito da dengue. A programação completa está disponível no Portal da Prefeitura, no www.campinas.sp.gov.br. É só clicar no banner da campanha para ver as atividades e os horários. O evento é gratuito e aberto ao público.


 

O objetivo do seminário é conscientizar a todos sobre a necessidade de combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da zika e da chikungunya, ampliar a parceria com a sociedade civil, o terceiro setor e a Prefeitura na promoção da saúde pública e manter a parceria já existente com entidades do terceiro setor. Nas 206 escolas municipais de ensino infantil e fundamental, as ações de prevenção às arboviroses já fazem parte do curriculum escolar.

 

Em 2019, Campinas registrou, até a última sexta-feira, dia 22 de novembro, 26.259 casos confirmados de dengue.

 

Cerimônia

 

“No nome ‘Todos contra a dengue’, a palavra todos tem muito valor. As ações de combate ao mosquito tem que envolver todo mundo. Isso é cidadania – a comunidade pensando no coletivo e enfrentando os problemas que atingem a todos”, enfatizou o vice-prefeito Henrique Magalhães Teixeira, que participou da cerimônia de abertura do seminário.

 

“É uma luta que não tem fim. O combate à dengue é um assunto trabalhado todos os dia em todas as secretarias”, disse o coordenador do Comitê Municipal de Prevenção e Controle das Arboviroses e diretor da Defesa Civil de Campinas, Sidnei Furtado.

 

O secretário municipal de Saúde, Carmino de Souza, destacou o engajamento de todas as secretarias nesta campanha. “O nosso modelo de combate à doença está sendo adotado em todo Brasil, inclusive pelos governos estadual e municipal”, contou o secretário.

 

A importância da participação de alunos das escolas municipais também merece destaque. “O trabalho de combate à dengue faz parte do projeto pedagógico da Rede Municipal de Educação e trabalhamos com idades de 0 a 100 anos, desde o ensino infantil até o EJA (Educação de Jovens e Adultos)”, relatou a secretária municipal de Educação, Solange Pericer. 

 

“As crianças servem de agentes multiplicadores, porque o que elas aprendem na escola, levam para casa e ensinam pais e avós como combater o mosquito”, completou a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa) da Secretaria Municipal de Saúde, Andréa von Zuben. 

 

Centros de Saúde

Durante a semana, até o dia 29 de novembro, os centros de saúde do município também promoverão atividades relacionadas à importância do controle de criadouros e também para informar as pessoas sobre as doenças. Haverá apresentações de peças de teatro, palestras, distribuição de panfletos, exposições e espaços para orientações.

 

Comitê

 

A campanha é promovida pelo Comitê Municipal de Prevenção e Controle das Arboviroses, criado em 2015 pela Prefeitura de Campinas para potencializar de forma intersetorial as ações de enfrentamento das arboviroses. A dengue, a zika e a chikungunya são arboviroses transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. O comitê reúne 16 secretarias municipais, a Sanasa e a Rede Mário Gatti de Urgência e Emergência.