fbpx

“Trânsito Feliz” requalifica entorno da EMEF Vicente Ráo

A comunidade do Parque Industrial agora conta com um novo espaço de convivência e medidas de segurança viária implantadas junto à Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Vicente Ráo. As ações integram o Projeto “Trânsito Feliz”, executado pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) como forma de estimular uma convivência mais harmoniosa entre o tráfego de veículos e a comunidade escolar e local.

 

A cerimônia de implantação do projeto foi realizada neste sábado, 19 de outubro, com a presença do secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro; da secretária de Educação, Solange Villon Kohn Pelicer; e da diretora da EMEF Prof. Vicente Ráo, Luciana Fakri. Também participaram alunos, professores, comunidade escolar, vereadores, parceiros do projeto e funcionários da Emdec. A ação ocorreu durante o evento “Vicente Ráo pela Paz”, promovido pela instituição escolar para reforçar a cultura de paz.


 

O projeto-piloto “Trânsito Feliz” é baseado no conceito de urbanismo tático e propõe uma nova maneira de se repensar os espaços públicos para as pessoas, sugerindo mudanças e melhorias em pequena escala, de baixo custo e rápidas de construir.

 

“Estamos entregando a completa requalificação da rua com base no conceito de traffic calming. O espaço de circulação de veículos foi reduzido, obstáculos foram colocados para que os motoristas reduzam a velocidade nesta via. Como resultado, teremos a priorização do pedestre e a reapropriação do uso da via pelas pessoas, já que a humanização é uma das marcas desta gestão”, explicou o secretário de Transportes.

 

A secretária de Educação também enfatizou o resgate da convivência comunitária proporcionado pela iniciativa. “Este projeto representa um novo conceito de cidade inteligente que não se limita à tecnologia, mas também é voltado para as pessoas. Em uma época marcada pelo individualismo, é muito importante resgatar o hábito da convivência entre as pessoas nas ruas”, destacou Solange.

 

A Rua Custódio José Inácio Rodrigues, que fica atrás da escola, foi requalificada dentro do conceito de traffic calming, por meio de medidas que promovem o seu estreitamento, estimulam a redução de velocidade e ampliam a segurança viária, entre elas a instalação de lombada removível e faixa de pedestres.

 

Um novo espaço de convivência para a comunidade foi criado, uma espécie de parklet de cerca de 20 metros de extensão, que resulta na extensão da calçada por meio de materiais sustentáveis. A área contempla ainda paisagismo, plantio de horta, biblioteca comunitária e pintura de amarelinha na calçada.

 

Trata-se da primeira rua do município reconfigurada a partir do traffic calming. “Após um período de testes por cerca de 60 dias, o projeto será replicado para cerca de 20 outros locais do município, em 2020”, revelou o secretário de Transportes.

 

O formato final do projeto contou com a participação ativa da comunidade escolar e local. Mais de 240 alunos da EMEF Prof. Vicente Ráo contribuíram com propostas para melhorar a qualidade do espaço público e ampliar a segurança viária.

 

No total, cerca de 600 alunos serão beneficiados com a requalificação urbana, além de toda a comunidade do Parque Industrial. O custo de execução do projeto foi estimado em R$ 50 mil, sendo que grande parte do investimento foi viabilizado por meio de parcerias.

 

Como forma de marcar a inauguração do espaço, autoridades e profissionais da Emdec participaram de um plantio de mudas na estrutura do parklet, ao lado dos alunos. Palestras educativas, grafitagem, minicircuito de trânsito e outras atividades lúdicas completaram a programação do evento.

 

Histórico

 

As ações do “Trânsito Feliz” foram iniciadas em maio de 2019, com a etapa de pesquisa e diagnóstico, que incluiu contagem veicular e entrevistas com alunos e moradores do bairro. No dia 29 de maio, alunos, professores, pais e moradores da região participaram de uma visita guiada ao local da intervenção.

 

Depois de observar as condições do espaço público (circulação da via, qualidade da sinalização, condições das calçadas e conforto térmico), a comunidade escolar desenvolveu propostas para reconfigurar o entorno da escola, em conjunto com técnicos da Emdec.

Além das equipes da Emdec, a implantação do projeto-piloto envolveu as secretarias municipais de Assistência Social; Educação; Esportes e Lazer; e Serviços Públicos; além da Administração Regional 6, Departamento de Parques e Jardins (DPJ), Sanasa, instituições e empresas parceiras. Além disso, cerca de 20 reeducandos do Programa de Reinserção de Sentenciados e Egressos do Sistema Penal Paulista atuaram diretamente no projeto, em várias frentes de trabalho.

 

Urbanismo tático

 

O conceito de urbanismo tático, que embasou o projeto, é uma tendência mundial que estimula soluções urbanas em pequena escala, com a participação ativa das populações locais, proporcionando uma vivência da cidade na escala humana. Contempla projetos urbanos de baixo custo, rápidos de construir e temporários, que incentivem a possibilidade e o potencial de mudança em larga escala e em longo prazo, melhorando a segurança viária e criando espaços públicos de qualidade.

 

Outros benefícios