fbpx

Ação solidária complementará alimentação de 3.500 pessoas

Banco de Alimentos da Prefeitura recebeu 5 mil quilos de alimentos dos alunos da ETEC

As famílias atendidas pelo Banco de Alimentos da Prefeitura de Hortolândia terão um reforço extra na despensa. Além dos hortifrutis que complementam a refeição de famílias de baixa renda, distribuídos uma vez por semana, os beneficiários levarão para casa itens da cesta básica como arroz, feijão e óleo, graças a campanha Trote Solidário, realizada por alunos da ETEC (Escola Técnica Estadual). A ação arrecadou e doou para o Banco 5 mil quilos de alimentos. Nesta quinta-feira (28/2), o prefeito Angelo Perugini se encontrou com representantes de entidades assistenciais e beneficiários do programa para fazer a entrega simbólica dos alimentos, que serão suficientes para complementar a refeição das 3.500 pessoas atendidas pelo Banco de Alimentos, por 30 dias.


Dona Eleonora Bulgarelli, 71 anos, moradora do Residencial São Sebastião, é uma das 3.500 pessoas que terão reforço garantido na alimentação.  A aposentada  agradece a mesa farta toda vez que recebe produtos do Banco de Alimentos. São frutas, verduras e legumes que que enriquecem as refeições da sua família. Os produtos chegam até dona Eleonora, às terças-feiras, por meio da Associação de Moradores do Residencial São Sebastião, cadastrada no Banco para fazer a distribuição.

“Sem a ajuda da Prefeitura,  não teria condição de comprar frutas, que adoro, e legumes. Essas coisas, a gente que é pobre vê com o olho e lambe com a testa, não tem dinheiro pra comprar. Tá tudo muito caro. A gente precisa muito dessa ajuda”, valoriza dona Eleonora.

De acordo com a diretora de Segurança Alimentar, Alessandra Sarto, a campanha realizada pela ETEC é muito importante para reforçar o estoque do Banco de Alimentos que, normalmente, distribui frutas, verduras e legumes para as entidades assistenciais cadastradas entregarem para as famílias de baixa renda. Os hortifrutis são adquiridos com recursos do Programa de Aquisição de Alimentos, do Ministério do Desenvolvimento Social. 

Por meio do programa, o Banco de Alimentos faz a entrega semanal de cerca de 10 toneladas de verduras, legumes e frutas para 28 entidades assistenciais cadastradas no próprio Banco. As entidades distribuem os produtos para cerca de 3.500 pessoas em situação de vulnerabilidade social. “O Banco de Alimentos faz uma grande diferença na vida das famílias. É a feirinha da semana dessas pessoas, que não têm condição financeira de se alimentar bem”, afirma a presidente da Associação de Moradores do Residencial São Sebastião, Mara Ester da Silva, que distribui alimentos para 50 famílias, cerca de 200 pessoas.

“Os gêneros alimentícios arrecadados na campanha da ETEC são suficientes para complementar a alimentação das famílias atendidas pela Banco de Alimentos por um mês. Esse tipo de campanha é muito importante. Buscamos mais parcerias para abastecer o Banco de Alimentos”, observa  Alessandra Sarto.

EXEMPLO

Para  o prefeito Angelo Perugini, a iniciativa dos alunos da ETEC dá exemplo de solidariedade e cidadania, necessárias na construção de uma cidade. “Para os cristãos, esse ato é uma celebração que nos motiva a sermos solidários. Os meninos e meninas da ETEC nos ensinaram a importância da solidariedade. Vamos unir esforços para fortalecer o Banco de Alimentos e continuar alimentando as pessoas que mais precisam. Mais que construir uma cidade com obras, pontes e avenidas, estamos cuidando da semente da solidariedade, na qual o ato de doar é valorizado como um bem da cidade”, afirma o prefeito.

“A campanha da ETEC foi maravilhosa. Só temos a agradecer a iniciativa da ETEC. Buscamos mais apoios e parcerias para o Banco de Alimentos continuar sendo um sucesso”, disse a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Alessandra Barchini.

Os alunos da ETEC estão dispostos a praticar ainda mais a solidariedade, destaca o diretor da Escola Técnica, Renato Willian Martins de Oliveira. “Queremos sempre ajudar e vamos fazer outras ações como essa. Os jovens da ETEC têm grande potencial de mobilizar as pessoas a praticarem a solidariedade”.

BANCO DE ALIMENTOS

Neste ano, o Banco de Alimentos completa 13 anos de existência em Hortolândia.  Por meio dele, a Prefeitura complementa a alimentação de 3.500 pessoas em situação de vulnerabilidade social, atendidas por 28 entidades assistenciais da cidade. Também realiza atividades que incentivam as pessoas a adotarem uma alimentação mais saudável. O Banco é abastecido por meio de doações feitas por empresas, campanhas de arrecadação junto à comunidade e pela compra de hortifrutis com recursos do Programa de Aquisição de Alimentos, do governo federal.