Conecte-se conosco

Nossa Região

Audiência Pública detalha nova concessão do transporte coletivo

Publicado

em

A Administração municipal realizou a terceira Audiência Pública presencial sobre a licitação para a concessão do serviço de transporte público coletivo de Campinas. O evento ocorreu na noite de quinta-feira, dia 6 de fevereiro, no Auditório da Universidade Presbiteriana Mackenzie; e foi aberto para toda a população, conselhos, associações e entidades públicas e privadas do município. Cerca de 140 pessoas participaram de encontro.

A Audiência Pública da Licitação do Transporte foi coordenada pelo secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro. A mesa também foi composta pelos secretários municipais Paulo Zanella (Administração) e Peter Panutto (Assuntos Jurídicos); Paulo Guimarães, representando a Secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos; e pelo vereador Carmo Luiz, representando a Câmara Municipal.


A Audiência Pública também contou com a presença de secretários municipais, vereadores, associações, representantes de diversos segmentos da sociedade civil, alunos da universidade e técnicos da Emdec. Membros da Comissão Especial de Licitação e da Comissão de Apoio Técnico também estavam presentes.

Durante o evento foi feita uma apresentação técnica com todas as inovações e detalhes que serão incorporados ao novo sistema de transporte público coletivo do município. Em seguida, foi aberto espaço para o recebimento de questionamentos do público presente. Todas as perguntas e colocações foram respondidas. O evento foi gravado, na íntegra, pela TV Câmara.

“Com a realização desta terceira Audiência Pública presencial, além da chamada audiência pública virtual (hotsite sobre a processo licitatório) e as urnas que espalhamos pelos diversos locais do município para o recebimento de contribuições, acreditamos que cumprimos o objetivo de dar total transparência e oportunidade de participação da sociedade no processo de construção de um novo transporte público para a nossa cidade. Esperamos dar prosseguimento, o mais rápido possível, ao processo licitatório. Campinas terá um transporte coletivo inovador, sem nenhuma comparação com o atual, ou com o do mundo ocidental”, destacou Carlos Barreiro.

Novo transporte

A licitação para a concessão do transporte tem três objetivos básicos principais: criar uma nova rede de transporte; atualizar a rede, com o atendimento de novas demandas; e requalificar a operação e os veículos. O sistema será tronco-alimentado.

O município será dividido em seis áreas operacionais, diferente das atuais quatro áreas existentes. Também será criada uma área na região central, chamada de “Área Branca”, que terá somente a circulação de veículos do transporte coletivo movidos por energia limpa (ônibus elétricos). A “Área Branca” terá, aproximadamente, 3 km² e perímetro de 7 km.

Além do sistema convencional de transporte, a nova licitação também abrange a operação dos Corredores BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido), que somam 36,6 km de extensão. Os ônibus do BRT também serão movidos por energia limpa. Os veículos do Programa de Acessibilidade Inclusiva (PAI) também estão previstos na nova licitação.

A frota terá 100% de acessibilidade, conexão Wi-Fi e novos recursos de comunicação. Os veículos terão maior porte, piso baixo, câmbio automático e motorização silenciosa. Linhas troncais terão veículos com ar-condicionado. A rede 24h terá mais linhas, passando das atuais 8 para 14. Os motoristas serão treinados constantemente.

O valor da tarifa, única para todo o sistema, será mantido. Também serão mantidos os atuais patamares de subsídio municipal. Não haverá alteração na integração temporal de 2h (uso de mais de um ônibus, pagando apenas uma tarifa, com cartões da família Bilhete Único).

Números da licitação

  • 135 linhas;
  • 785 veículos (386 básicos, 121 padrons; e 278 articulados);
  • 399 veículos com ar-condicionado (do total de 785);
  • 339 veículos elétricos (do total de 785);
  • 100% da frota acessível;
  • 70,8 mil lugares ofertados;
  • 450 mil passageiros diários;
  • 13,4 mil viagens por dia;
  • 194,4 mil km rodados diariamente (4,85 voltas na Terra);
  • R$ 7,40 bilhões de contrato (15 anos);
  • R$ 870 milhões de investimento em frota e infraestrutura;
  • R$ 60 milhões de subsídio estimado (anual).

Participação popular

A terceira Audiência Pública sobre a licitação para a concessão do serviço de transporte público coletivo de Campinas, que reuniu cerca de 140 pessoas, foi gravada, na íntegra, pela TV Câmara. A segunda Audiência Pública, realizada em 18 de dezembro de 2019, no Salão Vermelho do Paço Municipal, teve a participação de 130 pessoas; e também foi gravada pela TV Câmara.

Já a primeira Audiência Pública foi transmitida, ao vivo, pela TV Câmara. Em torno de 200 pessoas participaram do encontro, realizado em 21 de março de 2018, também no Salão Vermelho da Prefeitura.

Em 6 de dezembro e 2019, a Emdec lançou um hotsite (www.emdec.com.br/novotransporte) contendo todas as informações sobre a licitação do transporte e com espaço para o recebimento de sugestões. A chamada “Audiência Pública Virtual”. Desde o início da ativação do hotsite, até o dia 4 de fevereiro, foram 130 contribuições.

Também foram espalhadas urnas pelos terminais urbanos e postos da Emdec e Transurc (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas), onde qualquer pessoa podia retirar os folhetos e fazer sugestões. Foram 42 contribuições. No total, somando participações pelo hotsite e pelas urnas, foram recebidas 172 contribuições

Continue lendo
Publicidade

Copyright ©2014-2018 NoticiasCampinas.com.br. Todos os direitos reservados.