Conecte-se conosco

Nossa Cidade

BRT Campo Grande tem 1º trecho entregue para circulação de veículos

Publicado

em

O dia 1º de agosto de 2019 entra para a história dos moradores do Distrito do Campo Grande. O prefeito Jonas Donizette entregou o primeiro trecho para circulação de veículos do Corredor BRT (Bus Rapid Transit, Ônibus de Trânsito Rápido) Campo Grande. O trecho, com quase 5 km, está na Avenida John Boyd Dunlop e vai do viaduto da Rodovia dos Bandeirantes até a ponte do Florence.

 

 

 

A cerimônia de entrega também contou com a participação do assessor especial do ministro para Mobilidade Urbana, Jean Carlos Pejo; do vice-prefeito Henrique Magalhães Teixeira; secretários municipais; vereadores; empresários, comerciantes e moradores da região; representantes dos operadores do transporte público coletivo de Campinas; diretores e funcionários da empresa responsável pela obra; e funcionários da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec). Músicos do Instituto Anelo fizeram uma apresentação no evento, que ocorreu na futura Estação Florence. 


 

 

 

 

“Estou muito feliz de iniciar o mês de agosto com a liberação desse trecho do BRT. Foram muitas ações feitas para melhorar a região do Campo Grande. A iluminação do corredor é de LED, com fios subterrâneos. É melhor do que a iluminação da Avenida Norte-Sul. Estamos trazendo aqui para o Campo Grande algo ainda melhor do que existe lá na região do Cambuí”, enfatizou o prefeito Jonas.

 

 

 

 

Esta é a terceira liberação de trechos do BRT: em junho ocorreu abertura de trecho no Corredor Ouro Verde; e em maio, no Corredor Perimetral. A ação traz vantagens como: requalificação da circulação dos ônibus com faixas de piso rígido; organização das linhas; redução de veículos nas vias marginais; redução do tempo de viagem das linhas; redução dos intervalos dos ônibus; e melhoria da fluidez viária.

 

 

 

Além do novo piso de concreto rígido para o BRT, as vias laterais receberam novo pavimento asfáltico; novas sinalizações horizontais e verticais; implantação de grama; iluminação à LED no corredor. A estrutura das estações Bandeirantes, Bela Aliança e Florence, além do novo Terminal Satélite Íris, estão montadas.

 

 

 

 

“A região do Campo Grande está passando por uma grande reorganização urbana; e é isso que estamos entregando para a população, com a liberação deste trecho do BRT e após o término total da obra. É uma obra de grande impacto e esforço, que nos deixa muito felizes. Queria destacar a importância da parceira com a empresa responsável pela obra e a equipe da Emdec por este trabalho”, destacou o secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro.

 

 

 

 

Barreiro explicou, com imagens projetadas por um telão, a transformação que a região vem sofrendo, desde o início das obras do BRT.

 

 

 

 

Nova circulação

 

A liberação do novo trecho para circulação ocorre ao longo desta quinta-feira, 1º de agosto; e sexta, dia 2. A ação impacta, diretamente, em 15 linhas do atual sistema de transporte público coletivo do município; dez delas já irão circular pelo corredor, com pontos de embarque / desembarque provisórios junto às estações. São 69 mil passageiros beneficiados.

 

 

 

 

Linhas impactadas.

 

 

O trecho liberado para uso está inserido no Lote 2 do projeto BRT. O Lote 2 reúne os trechos 2, 3 e 4 do Corredor BRT Campo Grande. Esses trechos contemplam a ligação da Vila Aurocan até o Terminal Itajaí, totalizando 13,6 km.

 

 

 

O trecho 2 é da Vila Aurocan até o viaduto sobre a Rodovia dos Bandeirantes, com 5 km. O trecho 3 compreende o viaduto da Rodovia dos Bandeirantes até o Terminal Campo Grande, totalizando 6,4 km. E o trecho 4, do Terminal Campo Grande até o Terminal Itajaí, totalizando 2,2 km. A responsável é a empresa Construcap – CCPS Engenharia e Comércio. O valor total do lote é de R$ 191,1 milhões.

 

 

 

Primeiras liberações

 

Em 27 de junho, a Administração municipal abriu para circulação trecho de 1,8 km do Corredor BRT Ouro Verde, nas avenidas Ruy Rodriguez e Camucim, desde o Spazio Ouro Verde até a Avenida Aglaia. Trata-se do uso das faixas exclusivas, pelos ônibus do atual sistema de transporte público, de forma compartilhada com o trânsito comum. Ao todo foram beneficiados 31 mil passageiros do transporte coletivo, com destaque para os usuários da região do bairro Vida Nova.

 

 

 

Em 29 de maio, foram entregues novos acessos viários entre o Parque Industrial e o Jardim Miranda. A região está inserida dentro do Corredor BRT Perimetral; e fica entre o chamado “Balão do Curtume” e a Rodovia Anhanguera (SP 330), num trecho com cerca de 1 km. É uma importante ligação entre as avenidas John Boyd Dunlop e Amoreiras. A nova dinâmica de circulação entre os bairros, além dos novos acessos, conta com novos viários, nova sinalização, paisagismo e alterações no sentido de tráfego em sete vias.

 

 

 

JBD

 

A Avenida John Boyd Dunlop é a maior avenida do município e a principal ligação para a região do Distrito do Campo Grande. A JBD tem aproximadamente 30 quilômetros de extensão. São 15 quilômetros por sentido: Centro – bairro e bairro – Centro. Atualmente, com as obras do BRT, circulam pela avenida uma média de 47 mil veículos por dia.

 

 

 

O processo de implantação do Corredor BRT Campo Grande já trouxe muitas alterações na Avenida John Boyd Dunlop. Em 2017 foram entregues as obras de alargamento das pistas da avenida, sob o viaduto da linha férrea, no Jardim Florence. No local, antes um dos principais gargalos no trânsito campineiro, foram construídas oito faixas de rolamento, sendo quatro por sentido (Centro – bairro; e bairro – Centro). Antes eram apenas duas faixas, uma por sentido. Futuramente, com a conclusão das obras do BRT, serão dez faixas de rolamento, sendo cinco por sentido.

 

 

 

Também em 2017, a fábrica da Pirelli, na região do Satélite Íris, inaugurou nova portaria. O espaço foi estrategicamente posicionado para evitar possíveis conflitos viários em frente à fábrica, por conta do Corredor BRT Campo Grande. A portaria usada para o trânsito de caminhões foi deslocada para a Rua Heitor Lacerda Guedes.

 

 

 

Em 2016 foi liberado o viaduto construído sobre a Avenida John Boyd Dunlop, com acesso para o Shopping Parque das Bandeiras, que melhorou a fluidez de trânsito na região.

 

 

 

Dados gerais

 

Os três corredores BRT do município – Campo Grande, Ouro Verde e Perimetral – têm custo total de R$ 451,5 milhões. O BRT é a maior obra de Mobilidade Urbana já realizada em Campinas; e a maior obra pública em execução no Brasil, no momento. São 36,6 km de corredores exclusivos; 16 pontes e viadutos; e 38 estações e 5 terminais.

 

 

 

O BRT campineiro abrange terminais, estações e infraestrutura adequada; veículos articulados ou biarticulados; corredores exclusivos com espaços para ultrapassagens; embarque e desembarque pela esquerda (junto ao canteiro central das avenidas); embarque em nível; e pagamento desembarcado. Um sistema mais seguro, rápido, eficiente e confiável.

 

 

 

 

O BRT Campo Grande tem 17,9 km de extensão, saindo da região central, ao lado do Terminal Mercado, seguindo pelo leito desativado do antigo VLT, Avenida John Boyd Dunlop, passando pelo Terminal Campo Grande e chegando ao Terminal Itajaí. Serão construídas 12 obras de arte (pontes e viadutos).

 

 

 

O BRT Ouro Verde tem 14,6 km de extensão, saindo da região central, do Terminal Central, seguindo pelas avenidas João Jorge, Amoreiras, Ruy Rodriguez, passando pelo Terminal Ouro Verde, Camucim até o Terminal Vida Nova. Nesse trajeto serão construídas quatro obras de arte (pontes e viadutos).

 

 

 

Entre os dois corredores há um corredor perimetral, chamado de BRT Perimetral, com 4,1 km de extensão, ligando a Vila Aurocan até o Campos Elíseos, seguindo pelo leito desativado do VLT.

 

 

 

A conclusão das obras, na totalidade, está prevista para meados de 2020.

 

 

 

Status da obra

 

Projetos executivos: 97,76% concluídos.

 

Obras: 29,95% concluídas.

 

Pavimento (total 36,6 km): 20,15 km concluídos e 4,3 km em execução (66,8% do total).

 

Obras de arte: 16 OAE em execução.

 

 

Para ajudar a esclarecer as dúvidas, a população conta com o “BRT Agora”. O usuário envia a pergunta para o número (19) 99830-2019 e a resposta chega pelo WhatsApp.