fbpx

Notícias Campinas

Portal de Notícias da RMC

Capacitação da ONU debate mercado de trabalho para imigrantes vulneráveis

A terceira edição da oficina para a inserção laboral de imigrantes em situação de vulnerabilidade realizada pela Organização Internacional para as Migrações (OIM), da ONU, no último dia 10 de setembro, em Campinas, teve como objetivo central a implementação de políticas para inserção no setor privado de imigrantes em situação de vulnerabilidade.

 

 

O encontro reuniu 60 pessoas e contou com o apoio da Prefeitura de Campinas, por intermédio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH). Foram parceiros na realização do evento a Unicamp e o Observatório das Migrações do Estado de São Paulo.


 

 

A secretária municipal de Assistência, Eliane Jocelaine Pereira participou da abertura da oficina e acompanhou a parte inicial dos trabalhos. Ela acredita que “as parcerias que estão sendo construídas, seja com organizações locais como a UNICAMP, ou com as agências da ONU, como OIM, ACNUR e UNESCO, são uma grande contribuição para a conquista dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável pelo Brasil – a Agenda 2030”. Eliane também afirmou que o sucesso da implementação da Agenda 2030 “depende de parcerias e da cooperação entre governos, sociedade civil, academia e setor privado, sobretudo no âmbito municipal”.

 

 

Com a oficina, a OIM pode auxiliar o setor privado no desenvolvimento de ações e políticas corporativas para a contratação de imigrantes e refugiados. A atividade esclareceu mitos e dúvidas sobre o processo de contratação, prestação de assistência e documentação, com o intuito de promover a troca de conhecimentos e a interculturalidade.

 

 

De acordo com a assistente de Projetos da OIM, Carla Lorenzi, o município foi escolhido por ser um importante polo tecnológico nacional e pelo seu papel proeminente no recebimento de migrantes nos últimos anos. “Graças ao apoio da Prefeitura de Campinas e da UNICAMP, realizamos um evento de sucesso, com a presença de diversos empresários engajados, que intercambiaram estratégias no âmbito de diversidade e inclusão corporativa”.

 

 

Próxima ação

 

 

O próximo evento ocorrerá no dia 21 de setembro. A ação “Campinas de Todos os Povos” será direcionada a imigrantes e refugiados com a oferta de diversos serviços. Os participantes terão acesso ao cadastro para programas sociais – CadÚnico; orientações migratórias e jurídicas; confecção de currículos; oficinas de multiculturalidades, atenção básica à saúde; alimentação saudável; e divulgação de cursos.

 

 

Para as organizações e pessoas que tenham interesse em atuar como voluntárias junto às comunidades imigrantes e refugiadas, de Campinas e região, também haverá uma oficina de Formação de Voluntariado, com a apresentação das ações que já estão sendo desenvolvidas.

 

 

Acolhimento em Campinas

 

 

A proposta do Serviço de Referência ao Imigrante, Refugiado e Apátrida da SMASDH e parceiros é recepcionar, de modo concentrado, imigrantes e refugiados, num só local e num só dia, permitindo um atendimento mais rápido e eficiente para o acesso a diversos serviços.

 

 

“Nosso serviço atende, diariamente, cidadãos oriundos de diversas partes do mundo, que escolheram Campinas como local para recomeçar suas vidas, fornecendo informações e acompanhamento apropriado. Contudo, há vários meses, esse fluxo migratório tem aumentado significativamente, exigindo ações mais ampliadas de recepção dessa demanda”, explicou o diretor do Departamento de Direitos Humanos da SMASDH, Fábio Custódio.

 

 

Para realizar esse atendimento conjunto e concentrado, o Serviço de Referência uniu esforços com inúmeros parceiros – Flexpert Treinamentos da ONG Sietar Brasil; Casa de Cultura Haiti-Brasil (CCHB); Rede de Apoio ao Imigrante e Refugiado (RAIR); Missão Paz; Observatório das Migrações de São Paulo; Rede Humanitária da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp); Ministério Público do Trabalho (MPT) e Agência Metropolitana de Campinas (Agemcamp).

 

 

Serviço é referência

 

 

O Serviço de Referência ao Imigrante, Refugiado e Apátrida da SMASDH, realiza atendimento direto ao cidadão de forma diferenciada. É feito o acolhimento, acompanhamento, articulações no âmbito da defesa dos direitos sociais e humanos.

 

 

Também são identificadas as necessidades e fornecidas informações a respeito de serviços públicos com o devido encaminhando. A orientação se dá por meio de cinco os eixos de trabalho: interculturalidade; processos formativos; regularização de documentação; trabalho e geração de renda e atenção básica.

 

 

A sede do serviço fica na Avenida Francisco Glicério, 1269, no 4º andar, Centro da Cidade. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Em virtude do crescimento do fluxo de imigrantes, é importante agendar horário de atendimento pelo telefone (19) 3231-1867, Ramal 7.

 

 

Serviço

Ação Campinas de Todos os Povos

 

Dia: 21/09

Horário: das 10h às 16h

Local: Ceprocamp

Endereço: Avenida 20 de Novembro, 145 (ao lado da Estação Cultura)