fbpx

Centro: Prefeitura agiliza obra e libera trânsito sobre a linha férrea

Primeira etapa do serviço na região central foi concluída em 4 dias; previsão inicial era de 10 dias

A Prefeitura de Hortolândia liberou, na tarde desta quarta-feira (13/02), o tráfego de veículos na ponte sobre a linha férrea, também no cruzamento da avenida Santana com a rua Argolino de Moraes, na região Central.


A passagem dos veículos está liberada tanto no sentido Jardim Amanda quanto no sentido Vila Real, no acesso pela avenida São Francisco de Assis. O local recebe obras de prevenção à enchentes.

O prefeito Angelo Perugini acompanhou os ajustes finais dos trabalhos no trecho, que estavam previstos para serem concluídos em 10 dias, nesta primeira etapa, mas foram finalizados em quatro dias. Equipes trabalham no local desde o sábado (09/02). 

“O trecho ficou fechado durante quatro dias para a realização do serviço de drenagem neste local, onde passam 20 mil carros por dia. Adiantamos a finalização do serviço neste trecho graças ao trabalho e ao esforço de todos. A circulação já volta ao normal por aqui. A rua Argolino de Moraes continua fechada e as obras permanecem até chegar a Praça da Neusa”, explica Perugini.

Dessa forma, painéis de LED, fixados sobre a calçada, no trecho do Parque Socioambiental Chico Mendes; próximo a ponte Osmar Dobelin e em frente a Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário indicam ao motorista o estreitamento da pista em decorrência das obras na região.

Serviço

O serviço consiste na implantação de grandes tubos de drenagem embaixo do asfalto e 17 bocas de lobo; num trecho de 500 metros, desde a avenida Santana, passando pela rua Argolino de Morae; até a rua Luiz Camilo de Camargo, na altura do Banco Bradesco. 

De acordo com o secretário de Obras e Serviços Urbanos, Sérgio Torrecilas; a obra de drenagem vai ampliar o escoamento da água da chuva até o Ribeirão Jacuba na altura da Ponte Osmar Dobelin, na avenida Santana. Atualmente, a água desce em enxurrada, pela parte superficial do asfalto. E dessa forma acumulando todo o volume na parte baixa do Remanso Campineiro e Jd. das Paineiras. 

Para a implantação dos tubos de drenagem na altura da avenida Santana, a Secretaria de Obras removeu parte do asfalto. Além disso, implantou a tubulação, além de recuperar o pavimento. A Sabesp readequou o sistema de abastecimento de água no trecho e, dessa forma, evitar problemas durante a obra no local.

NOVA ETAPA

Agora, certamente a Administração Municipal trabalha para iniciar a etapa seguinte das obras, na rua Argolino de Moraes, que já esta com o trânsito  parcialmente impedido. O prazo para que todo os sistema de drenagem esteja concluído é de dois meses.