Connect with us

Nossa Cidade

Ciclovia da Theodureto de Almeida Camargo deverá ser entregue em 60 dias

As obras de implantação da Ciclovia Theodureto de Almeida Camargo, que será construída no canteiro central da avenida, com aproximadamente 1,6 km de extensão, começaram nesta semana e deverão ser concluídas em cerca de dois meses, ou seja, até novembro.

A ciclovia percorrerá praticamente toda a Theodureto, localizada entre as praças Octávio da Silva Leme (rotatória da Avenida Almeida Garret, junto ao Parque Portugal, a Lagoa do Taquaral) e Vinte e Cinco de Abril (ao lado da Avenida Brasil). Terá, portanto, ligação com o trajeto para bicicletas já existente no entorno da Lagoa.


A construção foi viabilizada através de receita obtida pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec). O custo é de R$ 398,9 mil, somando projeto e obra. Há, ainda, fora deste montante, a sinalização de trânsito que será implantada pela Emdec.

Esta será uma das ciclovias do Plano Cicloviário, em andamento, que prevê mais de 180 km de vias para as bicicletas em Campinas – atualmente existem 21 km de ciclovias no município. Até o momento, foram entregues três ciclovias do Plano, nas avenidas José de Souza Campos (a Norte-Sul, com 1.330 metros de extensão, entre as ruas Oriente e Gustavo Armbrust), Isaura Roque Quércia (prolongamento da Avenida Mackenzie, 6.700 metros) e Baden Powell (1.610 metros, entre as rotatórias das avenidas Estados Unidos e São José dos Campos).

Além da Theodureto de Almeida Camargo, os próximos trechos previstos serão implantados no Distrito de Nova Aparecida, nos canteiros centrais das avenidas Cardeal Dom Agnelo Rossi e Papa João Paulo II. Eles terão, somados, cerca de 2 km, ao custo de R$ 535,4 mil, considerando projetos e obras.

A Emdec está desenvolvendo um sistema cicloviário articulado com os principais eixos de transporte, permitindo integrar diferentes formas de deslocamento (bicicleta e ônibus, por exemplo).

É diretriz da Administração Municipal priorizar os modos de transporte não motorizados sobre os motorizados, e o transporte coletivo sobre o transporte individual.

Ciclovias são, na definição do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), “pistas próprias destinada à circulação de ciclos, separada fisicamente do tráfego comum”. A Emdec lembra que é fundamental utilizar os itens de segurança ao pedalar.

Continue Reading
Publicidade

Copyright ©2014-2020 NoticiasCampinas.com.br. Todos os direitos reservados.