Connect with us

Nossa Cidade

Cidade registra novo descarte irregular de carnes no Jardim do Lago II

Publicado

em

Em menos de uma semana, um novo descarte irregular de alimentos de origem animal foi registrado em via pública, na Avenida Anton von Zuben, no Jardim do Lago II, com as mesmas características da ocorrência da última sexta-feira, dia 7 de agosto, só que em menor quantidade. A apreensão de hoje foi de cerca de 800 quilos.

A Vigilância Sanitária esteve no local na manhã desta sexta-feira, dia 14 de agosto, com o apoio da Guarda Municipal, e encontrou carne bovina, suína e aves, peças com osso, miúdos e outros derivados, como linguiças, salsichas e presunto, e também pescados. Alguns produtos estavam vencidos, mas também foram encontrados pacotes ainda dentro do prazo de validade. 


O alimento desovado apresentavam um odor forte, alguns pedaços de carne e frango embalados, outros fora do pacote, além de ossos de animais e miúdos. Os pedaços de carne dentro dos pacotes continham etiquetas com peso e preço, prontos para revenda no varejo, mas sem identificação de estabelecimento. A procedência do alimento de origem animal será apurada pelas autoridades. Foi registrado um boletim de ocorrência.

O Departamento de Limpeza Urbana (DLU) foi acionado para retirar o material do local imediatamente para conter risco de saúde e também risco ambiental. Na sexta-feira da semana passada, O DLU recolheu quase cinco toneladas de carne descartadas irregularmente.

A denúncia do descarte de hoje foi feita por uma pessoa que trabalha na região. A suspeita é que o produto foi desovado no local na noite de ontem, quinta-feira, dia 13 de agosto.

O descarte irregular contamina o meio ambiente e pode servir como atração de vetores, animais peçonhentos, ou seja, oferecendo riscos à saúde pública. Tal prática é considerada crime, conforme artigo 54 da Lei Federal 9.605/1998, cuja pena é de reclusão, de um a quatro anos, e multa, além de infração sanitária, conforme o Código Sanitário do Estado de São Paulo e outras legislações estaduais e municipais.

A forma correta de dar destinação final para uma grande quantidade de produtos de origem animal, como é caso, é por meio de uma empresa especializada contratada por pessoa ou estabelecimento que precisa fazer o descarte.

Denúncias sobre este descarte irregular ou qualquer outro tipo de desova de material em local inapropriado podem ser feitas por meio do telefone 156.

Continue Reading
Publicidade

Copyright ©2014-2018 NoticiasCampinas.com.br. Todos os direitos reservados.