Conecte-se conosco

Nossa Cidade

Concerto especial dos 90 anos da Sinfônica homenageia maestros

Publicado

em

O Prefeito de Campinas em exercício, Henrique Magalhães Teixeira, participou neste sábado, dia 23 de novembro, do concerto comemorativo do aniversário de 90 anos da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas. A apresentação aconteceu no teatro Municipal Castro Mendes, situado na rua Conselheiro Gomide, na vila Industrial.

 

Henrique destaca que a Orquestra Sinfônica de Campinas não é apenas um patrimônio cultural da cidade, “é um símbolo de perseverança de diversas gerações de músicos que elevam a alma da nossa cidade”. Henrique frisa ainda que, diante de uma sociedade do descartável, cada vez mais uma instituição como a Sinfônica precisa ser enaltecida”.


 

Depois de 20 minutos do início da apresentação foi dada uma pausa para as homenagens e entrega de medalhas aos maestros que atuaram na Orquestra ao longo dos anos, entre eles, Salvador Bove (in memorian), Luiz Di Túllio (in memorian), Mário Di Túllio (in memorian), Benito Juarez, Aylton Escobar, Carlos Fiorini, Roberto Tibiriça, Parcival Modolo, Ligia Amadio e Karl Martin. 

 

Na ocasião, o Conservatório Musical Carlos Gomes, representado por Léa Ziggiatti Monteiro, também foi reverenciado pelos 93 anos de atuação na cidade.

 

A apresentação da noite contou com a regência do maestro titular Victor Hugo Toro e participação especial de seis solistas convidados. 

 

Também no domingo, a orquestra apresentou o mesmo concerto, às 18h, na Concha Acústica do Taquaral, com a entrada gratuita, no entanto, opcional a doação de um quilo de alimento não perecível para o Banco de Alimentos de Campinas.

 

O recital contou com os solistas convidados, Emmanuele Baldini (violino), Priscila Rato (violino), Emerson Kretschmer (violino), Rommel Fernandes (violino), Marina Gabetta (soprano lírico) e Aureluce Santos (sambista).

 

Na programação da noite houve repertórios de clássicos como Igor Stravinsky, Antonio Vivaldi, Carlos Gomes, Heitor Villa-lobos, João Bosco e Aldir Blanc, Edson Conceição e Aloísio Silva, Paulo Cesar Pinheiro, João Nogueira e Mauro Duarte, Ary Barroso, Alexandre Daloia e Piotr Ilitch Tchaikovsky.