Connect with us

Nossa Cidade

Defesa Civil faz alerta contra queimadas devido à estiagem extrema

A Defesa Civil de Campinas pede a colaboração da população para não fazer limpeza de terrenos com fogo ou queimar entulhos. O município está em um período de estiagem extrema, com mais de 50 dias sem chuvas significativas e, neste cenário, as queimadas representam um risco ainda maior, tanto ao ambiente quanto à saúde pública.

O diretor do serviço, Sidnei Furtado, alerta que qualquer foco de incêndio representa um grave problema a toda a sociedade. “A queima de plásticos, por exemplo, gera uma fumaça tóxica que pode trazer riscos à saúde das pessoas no entorno”, destacou.


Outro alerta é para a fabricação, armazenamento ou soltura de balões. Essas ações são criminosas e os munícipes que os avistarem devem acionar o Disque Denúncia pelo telefone 181.

Para agosto, mês mais seco do ano, a previsão é de nível de alerta alto para Campinas e região, considerando que não houve chuva suficiente para alívio do clima seco.

A Operação Estiagem 2022, coordenada pela Defesa Civil de Campinas, segue até final de setembro e inclui vistoria, monitoramento, conscientização da população e treinamento para a prevenção e combate a queimadas e incêndios. O trabalho compreende o período mais seco do ano, quando aumenta o risco de focos de incêndio, doenças respiratórios e crises hídricas.

A Operação Estiagem também monitora o índice de Umidade Relativa do Ar (URA). De maio deste ano até agora, Campinas entrou em Estado de Alerta (quando a URA registra índice entre 12% e 20%) por quatro vezes e em Estado de Atenção (índice de URA entre 20% e 30%) por 34 vezes.

Continue Reading
Publicidade

Copyright ©2014-2020 NoticiasCampinas.com.br. Todos os direitos reservados.