Conecte-se conosco

Nossa Cidade

Dia da Umbanda integra programação do Mês da Consciência Negra

Publicado

em

O Dia da Umbanda – A Religião dos Caboclos, Baianos e Pretos Velhos, festejado no dia 15 de novembro, integra a programação do Mês da Consciência Negra. Instituída pela Lei municipal nº 14.273, a data tem como objetivo desenvolver atividades culturais, sociais e políticas voltadas à promoção do diálogo inter-religioso, o combate a discriminação religiosa, o racismo, o preconceito e a discriminação racial. 

 

O evento foi organizado pelo Templo de Umbanda Mamãe Oxum, Caboclo 7 Pedras e Caboclo Itajaé e Terreiro da Vó Benedita. Na ocasião, o coordenador setorial de Promoção da Igualdade Racial, Sérgio Max Almeida Prado, recebeu das mãos da Mãe Alexandria o certificado de honra ao mérito pelos serviços prestados no combate ao Racismo e Discriminação Religiosa. 


 

De acordo com o coordenador, a comemoração do dia da Umbanda é importante porque reúne representantes da Umbanda, Candomblé, Evangélicos e Católicos e mostra o respeito mútuo das diferentes expressões de fé.

 

Para Sérgio Max, outro momento relevante para o diálogo inter-religioso, dentro das atividades programadas para o Mês da Consciência Negra, ocorreu na Paróquia São Joaquim e Sant’Ana, na Vila União. “Foi a celebração da Missa Pastoral Afro, no dia 16 de novembro. A igreja foi preenchida com cores, atabaques e danças, unindo padre, pastor e religiosos de Matriz Africana”, ressaltou.

 

As atividades do Mês da Consciência Negra tem como objetivo central debater as políticas públicas de promoção da igualdade racial e os avanços e desafios das ações voltadas para a população negra do município.