fbpx

Distrito de Barão Geraldo ganha Sistema Cicloviário ligando transportes

A Administração Municipal entregou nesta sexta-feira, dia 12 de abril, o primeiro sistema cicloviário do Distrito de Barão Geraldo, o segundo na cidade. “Nós criamos o Plano Cicloviário de Campinas, por meio de Lei (Municipal). Um Plano que tem começo, meio e fim. Nós temos uma meta a ser atingida, um compromisso com a população. E, mesmo com muitas dificuldades, estamos caminhando nesse propósito”, destacou o prefeito Jonas Donizette, durante a inauguração.

 

O evento também contou com a presença de secretários municipais, vereadores, membros da subprefeitura de Barão Geraldo, técnicos da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) e representantes da sociedade civil.


 

A ciclovia de Barão Geraldo tem 1,9 km, ligando o Terminal Barão Geraldo, a partir da Avenida Santa Isabel, até a moradia estudantil. Ela passa por diversos pontos de interesse, em viagens de curta distância, como terminal urbano, escolas estaduais, municipais e particulares, espaços de cultura, diversos pontos comerciais, áreas residenciais, postos de serviços públicos, campus da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e moradias de estudantes.

 

Essa ciclovia, cortando partes importantes de um bairro, interligados a um terminal urbano, é o conceito de sistema cicloviário elaborado pela Emdec, de integrar a bicicleta como modal de transporte para pequenos deslocamentos, aliado ao deslocamento maior, feito pelo transporte público.

 

A Emdec também promoveu a revitalização de ciclovias e ciclofaixas que já estavam implantadas na região, como a da Avenida Atílio Martini (implantada em 2007). Elas são ramificadas com a ciclovia de Barão Geraldo. O custo da obra foi de R$ 315,9 mil.

 

“Esse é mais um sistema cicloviário do município, integrado ao modal de transporte por ônibus. O objetivo é proporcionar o deslocamento por bicicleta, no chamado ‘last mile’, ou a última milha, como modal complementar ao ônibus”, enfatizou o secretário de Transportes e presidente da Emdec, Carlos José Barreiro.

 

Mini sistema

 

O primeiro mini sistema cicloviário do município foi inaugurado em 10 de maio de 2018, no Distrito de Nova Aparecida. Na região foram implantadas três ciclovias, totalizando 2 km. As três ciclovias são interligadas ao Terminal Padre Anchieta. No terminal há bicicletário com 112 vagas.

 

As ciclovias foram implantadas no canteiro central das avenidas Dom Agnelo Rossi e Papa João Paulo II. Todas dão acesso ao terminal de ônibus.

 

Campo Grande

 

O Distrito do Campo Grande também ganhará uma ciclovia. As obras de implantação começam neste primeiro semestre. Serão 5,2 km. A ciclovia sairá da Praça da Concórdia, seguindo pela Avenida Professora Aracy Caixeta Barbosa, passando pela Praça João Amazonas e chegando ao Terminal Itajaí. Com derivação pela Rua Dr. Pedro Miguel e Avenida Frei Antônio de Sant’Ana Galvão, chegando ao Conjunto Habitacional Jardim Bassoli e ao ginásio.

 

O novo trecho de ciclovia atenderá aos bairros: Parque Valença, Jardim Novo Maracanã, Jardim Maracanã, Jardim Metonópolis, Jardim Santa Clara, Jardim Liliza, Conjunto Habitacional Parque Itajaí, Parque da Floresta, Conjunto Residencial Parque São Bento e Jardim Bassoli.

 

A implantação permitirá a formação do primeiro sistema de rotas cicloviárias do Distrito, promovendo a integração do modo ativo de transporte (bicicleta) com o transporte coletivo. Os investimentos em Barão Geraldo e no Campo Grande somam R$ 2,188 milhões.

 

Sistema cicloviário

 

O sistema cicloviário do município ganha forma e demonstra a interligação com o transporte público. Contempla mais de 180 km de ciclovias, nas diversas regiões do município. O sistema será articulado com os principais eixos do transporte.

 

O objetivo de tornar a bicicleta um meio de transporte para pequenos deslocamentos, aliada ao transporte público coletivo. A bicicleta é indicada para deslocamentos curtos, com raio em torno de 5 km. O conceito de “last mile”. Com velocidade média de 15 km/h, o tempo médio do percurso fica em 20 minutos.

 

Diferentemente das ciclofaixas, as ciclovias são espaços totalmente segregados do tráfego comum, sendo mais seguras para os deslocamentos. Com o novo trecho entregue, Campinas acumula quase 30 km de ciclovias.

 

A Administração municipal já entregou a ciclovia de Barão Geraldo (1,9 km). A ciclovia da Avenida Washington Luiz (1,4 km). Interligada à ciclovia da Avenida Baden Powell (2,3 km). Três trechos de ciclovias no Distrito de Nova Aparecida (2 km). Ciclovia na Avenida Theodureto de Almeida Camargo (1,6 km). Ciclovia na Avenida José de Souza Campos, a Norte-Sul, (1,3 km). E ciclovia na Avenida Isaura Roque Quércia, continuação da Mackenzie, (6,7 km).

 

Informações sobre o sistema cicloviário do município estão disponíveis no site da Emdec, no endereço eletrônico www.emdec.com.br; em “Trânsito”, “Sistema Cicloviário”.