fbpx

Emdec participa de encontro de líderes da ANP Trilhos

O secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro, participou do encontro de presidentes e líderes metroferroviários da ANP Trilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos), na última quinta-feira, 9 de maio, na Sede da ViaQuatro, em São Paulo. O encontro reuniu representantes do setor.

 

A Emdec foi convidada pela direção executiva da ANP Trilhos para apresentar detalhes sobre a implantação da tecnologia QR Code (Quick Response Code, Código de Resposta Rápida) no transporte público coletivo de Campinas. Além de detalhar a implantação da tecnologia, o secretário de Transportes destacou a criação de um modelo de Mobilidade Elétrica no sistema de transporte público e falou sobre a implantação dos Corredores BRT (Bus Rapid Transit – Ônibus de Trânsito Rápido). “Campinas é uma cidade inovadora e caminha para se tornar também uma cidade sustentável. Estamos trabalhando para implantar efetivamente a Mobilidade Urbana Sustentável no município”, destacou Barreiro.


 

O secretário de Transportes discorreu sobre as etapas do processo de eliminação do dinheiro como forma de pagamento embarcado da tarifa do transporte público, em 2014. Em 2017, teve início o projeto-piloto do uso do QR Code em 25 ônibus de oito linhas municipais. Em janeiro de 2019, Campinas extinguiu definitivamente o pagamento embarcado em dinheiro da tarifa de ônibus.

 

“Quando iniciamos o projeto, a nossa principal preocupação foi com a segurança dos usuários e operadores do transporte público. O uso do dinheiro como forma de pagamento da tarifa deixava os ônibus vulneráveis a assaltos. Gradativamente, esse primeiro objetivo foi alcançado. No início deste ano, por exemplo, constatamos que não foi registrado nenhum caso de assalto nos ônibus”, destacou Barreiro. “Paralelamente, tínhamos como meta promover a modernização do sistema. Foi uma aposta na inovação tecnológica”, completou.

 

O fato de que 90% dos usuários do transporte público já utiliza os cartões da família Bilhete Único (Comum, Vale Transporte, Escolar, Universitário, Idoso e Gratuito) foi enfatizado durante a apresentação. “Esse dado demonstra a plena adesão dos usuários às alternativas de bilhetagem eletrônica e indica que conseguimos agilizar e modernizar o embarque de passageiros”, pontuou Barreiro.

 

Transporte sustentável

Os representantes do setor metroferroviário também puderam conhecer as iniciativas da Administração Municipal que buscam promover a Mobilidade Urbana Sustentável, com foco na Mobilidade Elétrica.

 

O secretário de Transportes enfatizou que Campinas já conta com 13 ônibus elétricos em operação e apresentou a estrutura de abastecimento desses veículos. Destacou ainda o acordo de cooperação técnica para criação de um modelo de Mobilidade Elétrica no transporte público, que envolve a Emdec; a empresa chinesa especializada em energia limpa BYD (Build Your Dreams); e a CPFL. Os resultados do trabalho já serão utilizados pela Emdec na futura “Área Branca” e no BRT, gerando uma ação positiva para o meio ambiente e usuários do transporte público.

 

A “Área Branca” é uma área de circulação do transporte coletivo, na região central, restrita a veículos de energia limpa, com ônibus elétricos ou de tecnologia não poluente. Terá aproximadamente 3 km² e perímetro de 7 km. A nova licitação do transporte público, já em andamento, prevê mais de 250 ônibus elétricos, que irão circular na “Área Branca” e principais corredores do transporte.

 

“Campinas caminha para ter um sistema de mobilidade inovador. Os cidadãos terão mais escolhas para seus deslocamentos, contando com um transporte público confiável e seguro, além de mecanismos de mobilidade ativa. Esse movimento vai contribuir para reduzir a emissão de poluentes e impactará positivamente na qualidade de vida do campineiro”, finalizou Barreiro.