Connect with us

Nossa Cidade

Equipes são capacitadas para diagnosticar e tratar a febre maculosa

A Secretaria de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), realiza nesta quinta-feira, 21 de julho, mais uma capacitação sobre febre maculosa para profissionais de saúde. A partir das 10h, representantes de centros de saúde da região Noroeste serão capacitados.

Nos últimos dias, funcionários de serviços das demais regiões e das secretarias de Educação e de Serviços Públicos passaram pelo mesmo treinamento. Os meses mais secos e frios do ano consistem no período de sazonalidade da doença, que é endêmica na Região Metropolitana de Campinas.


Situação epidemiológica

Nesta semana foram confirmados mais quatro casos de febre maculosa em Campinas. Deste total, duas pessoas morreram. Com isso, a cidade passa a contar, em 2022, com cinco confirmações e três óbitos em decorrência da doença (confira abaixo).

Casos confirmados

– Homem, 43 anos, com início de sintomas em 27 de maio. O provável local de infecção fica em Sousas, na região Leste;

– Homem, 27 anos, teve os primeiros sintomas em 3 de junho. O provável local de infecção fica em Sousas, na região Leste;

– Homem, 30 anos, teve início dos sintomas em 18 de junho e morreu em 26 de junho. O provável local de infecção fica em Barão Geraldo, na região Norte da cidade; 

– Homem, 66 anos, com primeiros sintomas no dia 24 do mês passado. Morreu em 30 de junho. O provável local de infecção fica em Sousas, na região Leste. 

O primeiro caso foi confirmado em maio. A vítima, um homem de 18 anos, morreu no dia 24 daquele mês. O local provável de infecção fica na região Norte da cidade. 

No ano passado foram confirmados 11 casos e cinco mortes. Em 2020, foram sete casos e cinco óbitos.

Cuidados

A febre maculosa é uma infecção grave, transmitida pelo carrapato estrela infectado.

Caso a pessoa passe por áreas de vegetação e de mato, especialmente próximas de cursos hídricos, deve ficar atenta, por cerca de 15 dias, aos sintomas da doença, que são febre, dor de cabeça, dor intensa no corpo, mal-estar generalizado, náuseas, vômitos e, em alguns casos, manchas vermelhas pelo corpo.

Ao apresentar um destes sinais, a pessoa deve procurar um serviço de saúde o mais rápido possível e informar que teve contato com o carrapato e/ou esteve em local de risco, pois os sintomas podem ser confundidos com covid-19, dengue e outras doenças

Não existe vacina contra a febre maculosa. A doença tem cura, mas o tratamento precisa ser iniciado precocemente. É tratada com antibióticos.

Continue Reading
Publicidade

Copyright ©2014-2020 NoticiasCampinas.com.br. Todos os direitos reservados.