Connect with us

Cultura & Lazer

Eventos do fim de semana na Mata reuniram mais de 2 mil pessoas

Publicado

em

Sucesso. É assim que a equipe da Fundação José Pedro de Oliveira resume os eventos que aconteceram na Mata de Santa Genebra no domingo, 6 de agosto, como parte das comemorações dos seus 36 anos. Além da primeira edição da Feirata, quem compareceu pôde participar da Visita ao Borboletário, Visita Monitorada, Caminhada, Passeio Ciclístico e curtir diversas atrações culturais e oficinas. Os organizadores estimam que cerca de 2 mil pessoas passaram pelo local durante todo o dia.

Dos eventos, a novidade foi a Feirata, que teve como objetivo contribuir para o desenvolvimento cultural e econômico ao proporcionar alternativas de renda e trocas culturais, melhorando a qualidade de vida das comunidades envolvidas e ampliando as parcerias para a conservação da Arie (Área de Relevanta Interesse Ecológico) Mata de Santa Genebra.


Na Feira, além dos lanches vegetarianos; produtos orgânicos não perecíveis; pães artesanais; farinhas orgânicas; molhos, geleias e patês de pimenta, feitas com matéria-prima de uma produtora local, também houve a venda de produtos feitos a partir de ervas medicinais (repelentes, óleo para massagem, água de cheiro, aromatizadores, incensos, sabonetes etc) e de materiais reciclados; móveis e objetos de decoração sustentáveis; e sabão feito com óleo reciclado.

Segundo Augusto Ventura, biólogo da Fundação, a avaliação dos participantes foi muito positiva. “Várias pessoas da comunidade do entorno da Mata que visitaram a Feira elogiaram a iniciativa e esperam que o projeto da Feirata tenha continuidade”, afirmou. “Muitos moradores que ainda não conheciam a Mata tiveram a oportunidade de caminhar por nossas trilhas e conhecer o nosso Borboletário”, completou.

Os participantes também elogiaram a organização do evento. “O evento, como sempre, estava muito organizado. A visita ao Borboletário foi muito educativa. Você recebia uma cartela com a foto das várias espécies e, como gosto de fotografia, pude registrá-las. Além disso, as crianças adoraram encontrar as borboletas”, disse Vivianne Ferreira. “Só lamentei que para algumas atividades, as inscrições se encerraram muito rápido. Eu gostaria de ter participado da Visita Monitorada, mas não tive oportunidade”, afirmou.

Vivianne já participou, também, da Caminhada Noturna e aprovou a iniciativa. “A Caminhada Noturna foi ótima, com o acompanhamento dos monitores e as explicações sobre as preciosidades e delicadeza daquela área. É um grande orgulho ter esse pedacinho de mata na nossa cidade, que permite um contato harmônico com a natureza”, completou.

Criançada

As crianças também foram contempladas na programação de aniversário da Fundação. Durante todo o dia, os pequenos e seus pais puderam visitar a exposição “Meus amigos do Bosque”, que combinou imagem, poesia e educação ambielta.

Também puderam participar da contação de história, com Michel Bueno de Moraes, que narrou a história “De que cor são minhas asas” e o teatro de bonecos “Porã e Potira”, do grupo Grumaluc Teatro de Bonecos.


Corrida, Caminhada e Passeio Ciclístico

No domingo também aconteceu a 5ª edição da Corrida e Caminhada na Mata e o 1º Passeio Ciclístico. Foram premiados com troféu os cinco primeiros colocados nas categorias Geral Feminino e Geral Masculino; com medalhões os três primeiros colocados por faixa etária; e todos os concluintes receberam medalha de participação.


Interação com a comunidade

Domingo foi um dia especial, com uma programação de aniversário, mas a Fundação José Pedro de Oliveira desenvolve no decorrer do ano uma série de atividades voltadas para a comunidade, com o objetivo de aproximar a comunidade da Arie. Entre elas, a Visita Monitorada, a Caminhada Noturna, o Guia Colaborativo, a Fotografia da Natureza, a Ecoférias na Mata, os Construtores de Floresta e o Passeio Ciclístico, Caminhada e Corrida da Mata.

De acordo com o biólogo da Fundação Cristiano Krepsky, os projetos têm dado resultado e trazido a comunidade para mais perto da Mata. “Conhecer para preservar. Sem dúvidas este é um lema adotado por nossa equipe. Quanto mais as pessoas conhecem, mais elas lutam para preservar”, afirmou.

A adesão às ações desenvolvidas pela Fundação têm sido grande. Para a maioria dos projetos, as inscrições se encerram logo após serem abertas. “Temos sempre um limite de inscritos, porque são ações monitoradas por nossas equipes. Mas a resposta e às avaliações têm sido, sem dúvidas, muito positivas”, completou.

Em 2016, mais de 5,5 mil pessoas participaram das atividades desenvolvidas pela Fundação; este ano, só no primeiro semestre, já são mais de 3 mil participantes.

Mais informações sobre as ações desenvolvidas pela Fundação José Pedro de Oliveira podem ser obtidas no site da Fundação (http://www.fjposantagenebra.sp.gov.br/) ou pelo e-mail [email protected] . A Fundação fica na Rua Mata Atlântica, 447, Bosque de Barão Geraldo.

Continue Reading
Publicidade

Copyright ©2014-2020 NoticiasCampinas.com.br. Todos os direitos reservados.