fbpx

Oficina marca mais uma etapa da elaboração do Plano Turístico de Campinas

O turismo de eventos e negócios, principal segmento do setor em Campinas, figurou como uma das pautas da oficina realizada nesta quarta-feira, 27 de março, no Expo Dom Pedro. Promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo e pelo Conselho Municipal de Turismo (Comtur), o encontro foi mais uma etapa do processo de elaboração do Plano de Desenvolvimento Turístico de Campinas.

 

 

A oficina teve ainda como foco o turismo de saúde e o Circuito Campinas Inovadora, relacionado ao polo tecnológico da cidade. Na próxima semana serão realizadas mais duas oficinas voltadas para outros segmentos turísticos desenvolvidos no município. Após sua conclusão, o plano será encaminhado como projeto de lei para a aprovação da Câmara Municipal de Campinas.


 

 

O Plano de Desenvolvimento Turístico é um instrumento que tem por objetivo orientar o crescimento do turismo, coordenar e conduzir as decisões da política municipal do setor, permitindo a adequada sinergia entre o poder público, setor privado e sociedade. Assim, com foco numa construção coletiva, a Prefeitura tem convocado a participação de representantes das entidades de classe, empresários de vários segmentos turísticos, associações e instituições culturais ou sociais com atuação no setor.

 

 

A construção do plano está sob a orientação do Serviço Nacional do Comércio (Senac), responsável pelo conteúdo das oficinas temáticas. O Senac também promove curso de capacitação para a elaboração do plano nos próximos seis meses.

 

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo, André von Zuben, destacou, na abertura da oficina desta quarta-feira, o potencial de Campinas em vários segmentos do setor e a importância da atuação do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) nos próximos anos. “Um aspecto importante neste processo é o papel do Comtur, que tem aqui hoje muitos membros presentes. O Conselho, que é composto por todos os setores do turismo, é considerado o guardião do plano, pois será o principal responsável por acompanhar a sua implementação, atuando sempre que necessário para que ele seja cumprido ou questionando os pontos que precisam ser aprimorados”, explicou.

 

 

A próxima oficina acontece no dia 2 de abril, no salão da Subprefeitura de Joaquim Egídio, tendo como temas o Turismo Rural/Cicloturismo/Turismo de Aventura/Ecoturismo/Observação de Aves/Pesqueiro/Astroturismo. No dia 4 de abril, na Estação Cultura, a terceira oficina abordará o Turismo Cultural e Histórico.

 

 

Capacitação

 

 

Parceiro do projeto, o Senac transmitirá sua expertise na construção do plano. O curso para capacitar os atores envolvidos na elaboração do plano terá início no dia 8 de abril, com término previsto para 21 de outubro. Serão cerca de 110 horas de curso (uma aula por semana com quatro horas de duração) no Campus I da PUC-Campinas.

 

 

Os detalhes sobre o a capacitação foram apresentados em evento, no dia 12 deste mês, pelo gestor de desenvolvimento social do Senac-SP, Jorge Carlos Silveira Duarte, que tem coordenado este trabalho da instituição no Estado de São Paulo. As inscrições para as oficinas podem ser feitas até a véspera de cada encontro. Já o prazo para confirmar o interesse em participar do curso de capacitação termina no dia 5 de abril.

 

 

As inscrições para as oficinas e o curso são realizadas pelo e-mail [email protected] Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 2116-0724/0749, do Departamento de Turismo, da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo.
 

Próximas oficinas setoriais

 

 

– 02/04, das 8h às 12h30 – Oficina 2: Turismo Rural/Cicloturismo/Turismo de Aventura/Ecoturismo/Observação de Aves/Pesqueiro/Astroturismo. Local: Salão da Subprefeitura de Joaquim Egídio

– 04/04 – das 8h às 12h30 – Oficina 3: Turismo Cultural e Histórico. Local: Estação Cultura.