Conecte-se conosco

Nossa Cidade

Patrimônios na panela: encontro discute a cultura alimentar das tradições

Publicado

em

A Rede São Paulo de Memória e Museologia Social realiza nesta terça, 26, das 14h às 19h,  no Centro Cultural Casarão, em Barão Geraldo, um encontro para discutir as tradições alimentares e as propostas de reinvenção do que o brasileiro leva à mesa. O encontro é gratuito e aberto à população.

 

 

A produção solidária de alimentos orgânicos, o veganismo e a agroecologia estarão em pauta, ao lado da alimentação partilhada nos festejos tradicionais, das antigas receitas mineiras passadas de geração em geração, das pesquisas sobre a culinária do milho do interior paulista e das contribuições dos africanos na alimentação da cidade de São Paulo, nos séculos 18 e 19. O encontro é gratuito e aberto à população.


 

As atividades do encontro estão organizadas em duas rodas de conversa.

 

A primeira, dedicada às “tradições alimentares, produção e usos do conhecimento”, traz as contribuições de pesquisadoras que estão mergulhadas no estudo da cultura alimentar do sudeste brasileiro. Além de Juliana Venturelli, que pesquisa a culinária tradicional de Minas nos cadernos de receitas que passam de mãe para filha, a roda conta com Cristina Tedesco, pesquisadora do Instituto Agronômico, economista e doutora em Turismo, Meio Ambiente e Sociedade, coordenadora do projeto “Roteiro do Milho: mapeamento da gastronomia tradicional do Vale do Paranapanema”; Rafaela Basso, doutora em História, que dirige a área de Gestão e Preservação de Documentos e Informação do Arquivo Central da Unicamp e autora do livro “A Cultura Alimentar Paulista: uma civilização do milho? (1650-1750)”; e Marli Wunder, artista, fotógrafa e integrante do Coletivo Cultural do Casarão, responsável pela alimentação partilhada nos festejos de cultura popular da instituição.

 

A segunda roda de conversa põe em discussão a reinvenção da cultura alimentar proposta por movimentos e coletivos que buscam equalizar questões ecológicas, sociais e de saúde. As contribuições para o debate serão levantadas pela dupla de Veganos Periféricos, Leonardo e Eduardo dos Santos,  Paulo Antonio Scudilio, enfermeiro que coordena a Oficina Agrícola do Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira, registrado como Museu Vivo junto ao Instituto Brasileiro de Museus, e Gerson Oliveira, defensor da agroecologia e atuante na coordenação estadual do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra .

 

A Rede SP de Memória e Museologia Social, que articula o encontro, é uma rede colaborativa entre profissionais, estudiosos e comunidades. Tem como objetivo promover a aproximação e a troca de experiências entre agentes e iniciativas culturais de base comunitária, que atuam no campo da memória, patrimônio cultural e museologia.

 

Serviço

Patrimônios na panela: cultura alimentar, tradições e reexistência 

 

Quando: terça, 26 de novembro, das 14 às 19h

Onde: Centro Cultural Casarão (Rua Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/no . Barão Geraldo. Campinas).

Entrada gratuita