Connect with us

Nossa Cidade

Por coronavírus, Operação Estiagem prioriza prevenção de incêndios

Publicado

em

A Defesa Civil de Campinas inicia nesta sexta-feira, dia 1º de maio, a Operação Estiagem 2020, com destaque para o combate com mais rigor aos incêndios. As queimadas associadas ao clima seco aumentam a incidência de problemas respiratórios. Em tempo de coronavírus, é necessário reduzir o número de pessoas que buscam atendimento no sistema público de saúde para os casos ligados à estiagem. Por isso, neste ano, o foco será a intensificação das ações de prevenção contra incêndios. Imagens de drones e satélites apoiarão ação. 

A Defesa Civil trabalha em articulação com a Secretaria Municipal do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, que também ampliará as ações de combate às queimadas. “Mais do que nunca devemos entender que a preservação ambiental está intimamente ligada à saúde pública. As queimadas afetam não só o meio ambiente como também agravam os problemas respiratórios, em especial em crianças, idosos e pessoas com doenças ligadas ao sistema pulmonar. Em meio à pandemia de Covid-19, a Secretaria do Verde, integrante da Operação Estiagem, aplicará todas as medidas necessárias, preventivas e punitivas, para combater as queimadas”, disse Rogério Menezes, secretário municipal do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável.


Provocar incêndio ambiental é crime. Poderão ser aplicadas penalidades de advertência e multa, variando de 80 a 80 mil Unidades Fiscais de Campinas (UFICs), valores que correspondem a R$ 290 a R$ 290 mil, sem prejuízo das medidas de reparação e de compensação dos danos causados. Quando ocorrerem em áreas especialmente protegidas, o valor das multas é dobrado, podendo chegar a R$ 580 mil. 

A Operação deste ano ganha um reforço no monitoramento de áreas de incêndios com o uso de drone, além das imagens de satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). O Instituto fornece imagens capturadas por satélites que possam ajudar a Defesa Civil a identificar terrenos que apresentem algum potencial de risco no município. 

Focos

A Defesa Civil registrou mais de 50 focos de incêndios somente durante o mês de abril. “Esse número é alto; tivemos quatro focos no mesmo período no ano passado. Além disso, estamos há 30 dias sem chuvas e os índices de umidade relativa do ar em Campinas têm se mantido entre 20% e 30%, quando é declarado estado de atenção”, explicou o diretor da Defesa Civil, Sidnei Furtado. 

“A preocupação é com os incêndios que agravam os casos de problemas respiratórios. A nossa estratégia é que consigamos reduzir o número de queimadas para não termos problemas respiratórios e nem o agravamento na saúde pública”, disse Sidnei Furtado. 

Ao avistar um foco de queimada, o cidadão pode ligar para o 193 e acionar o Corpo de Bombeiros, que acionará os serviços municipais.

Fonte: Prefeitura de Campinas

Continue Reading
Publicidade

Copyright ©2014-2018 NoticiasCampinas.com.br. Todos os direitos reservados.