fbpx

Prefeitura divulga programação de atividades do Mês da Consciência Negra

O Mês da Consciência Negra em Campinas contará com uma série de atividades como mostras de cinema, feiras de artesanato, simpósios, oficinas, mesas de debate sobre as políticas de promoção racial e racismo, rodas de capoeira, exposição de bonecas negras e contação de história, apresentações culturais, minicursos e exposições. A programação completa pode ser conferida no link abaixo.

 

O objetivo do Mês da Consciência Negra é debater as políticas públicas de promoção da igualdade racial e os avanços e desafios das ações voltadas para a população negra do município.


 

Para a secretária de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira, a programação reflete o amadurecimento dos gestores e profissionais das políticas públicas municipais na compreensão da necessidade da visibilidade do racismo em suas diversas vertentes, além dos avanços conquistados na Política Municipal de Igualdade Racial. “Compreendemos que este é um mês da consciência de que as máculas de um país residem na negativa da igualdade de raça, pois não temos dúvidas de que o racismo ainda é estruturante das desigualdades sociais e econômicas e precisa ser combatido com políticas afirmativas, que corrijam distorções históricas, que ainda hoje, distanciam os negros do exercício dos Direitos Humanos”, afirmou.

 

O ponto alto deste fim de semana é o show da Orquestra Sinfônica com o lendário sambista Nelson Sargento e o rapper Criolo. A regência ficará a cargo maestro Eder Paolozzi. A apresentação, com entrada gratuita, é comemorativa ao Mês da Consciência Negra. Entre os clássicos escolhidos estão “Folhas Secas” (Nelson Cavaquinho e G. Brito), “Falso amor sincero”, “Sinfonia imortal” e “Samba agoniza, mas não morre (Nelson Sargento), “Alvorada” (Cartola e Carlos Cachaca), “Espiral de Ilusão”, “Nas Águas” (Criolo), “Chão de Esmeraldas” (Chico Buarque), “Piano na Mangueira (Chico Buarque e Tom Jobim), “O Mundo é um moinho” (Cartola), “Exaltação à Mangueira” (Éneas Brittes da Silva e Aloísio Augusto da Costa), entre outros.

 

Cotas

 

De acordo com os organizadores, um dos eventos mais importantes do Mês da Consciência Negra é o envio, para a Câmara Municipal, do projeto de lei que cria cotas para negros nos concursos públicos da Prefeitura. Durante a atividade, também será assinado o decreto que institui o Plano Municipal de Políticas da Promoção da Igualdade Racial, que compõe uma série de ações no sentido de promover a igualdade e o desenvolvimento da população negra e afrodescendente.

 

O PL contempla, além da administração direta, as autarquias, fundações, empresas públicas e as sociedades de economia mista controladas pelo município.

 

Simpósio

 

Outra atividade de grande importância será o Simpósio de Saúde da População Negra. A atividade está sendo elaborada pelas secretarias de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos e Saúde, em parceira com a Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp.

 

O evento será no dia 12 de novembro, das 8h30 às 17h30, no Auditório 5 da Faculdade de Ciências Médicas. O Simpósio faz parte dos esforços para implementação do Plano Nacional de Saúde da Integral da População Negra no Município de Campinas e tem como propostas promover a visibilidade ao tema e a reflexão sobre os avanços, conquistas e desafios para a promoção integral da saúde da população negra; capacitar os profissionais na promoção de acesso e acolhimento da população negra em serviços de saúde; reconhecer o racismo e buscar formas eficazes de enfrentá-lo e refletir sobre o racismo como condição social limitante ao acesso a serviços e tratamentos.

 

Marcha

 

No dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, será realizada a Marcha “Zumbi dos Palmares”, às 10h, com concentração na Estação Cultura.

 

A programação do Mês da Consciência Negra está sendo organizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria da Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos em parceira com as Secretarias de Educação, Saúde e Cultura, e pelas instituições e organizações da sociedade civil e universidades.

 

Clique aqui e confira a programação completa.