Connect with us

Nossa Cidade

Prefeitura entrega virtualmente ciclovia de 1,3 km no Jardim Aurélia

Publicado

em

A Administração municipal entregou virtualmente, nesta terça-feira, 23 de junho, a obra da Ciclovia do Jardim Aurélia com cerca de 1,3 km de extensão, no canteiro central da Avenida Rafael Tobias de Aguiar. Cerca de 30 mil pessoas foram beneficiadas. A ciclovia sai da altura da Rua Jorge Leme, próxima à Rodovia Anhanguera, seguindo até a altura da Avenida José Pancetti, na rotatória conhecida como Balão do Ximbika (Praça Dr. Jairo Teixeira Souza). 

A entrega virtual foi comandada pelo prefeito Jonas Donizette, em cerimônia realizada na Sala Azul do Paço Municipal, transmitida em rede social. Por conta do estado de quarentena no município, um vídeo apresentou todos os detalhes da ciclovia. 


O evento também contou com a presença do secretário de Transportes e presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), Carlos José Barreiro; do Secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella; do presidente da Câmara Municipal, vereador Marcos Bernardelli; além de representantes de moradores da região. 

O prefeito Jonas Donizette destacou a ampliação da qualidade de vida proporcionada pela ciclovia. “O Jardim Aurélia é um bairro tradicional da cidade. Esse equipamento se soma às ciclovias que estamos construindo em avenidas importantes de Campinas. Estamos dando forma ao maior projeto de ciclovias que Campinas já teve”, disse. 

“Quando a Administração municipal assumiu, Campinas contava com pouquíssimas ciclovias, em torno de áreas de lazer. Gradativamente, estamos ampliando o sistema cicloviário. Temos, atualmente, outras cinco ciclovias em construção. Somados, são cerca de 20 quilômetros de ciclovias sendo construídas, de forma simultânea”, destacou o secretário de Transportes. “São equipamentos para a população utilizar não só para o lazer, mas como modal de transporte, por meio da bicicleta”, completou Barreiro. 

O secretário de Serviços Públicos enumerou aspectos técnicos da ciclovia. “Essa obra foi uma grande conquista para os moradores do Jardim Aurélia, que há muitos anos pleiteavam a urbanização daquele ponto. A ciclovia conta com 2,5 mil metros quadrados de área de pavimento, 18 mil metros quadrados de áreas verdes, 60 postes e 120 luminárias. E a sinalização executada pela Emdec foi a cereja do bolo, mostrando claramente a extensão da obra, um verdadeiro convite ao uso”, enfatizou Paulella. 

A ordem de serviço que autorizou a construção da ciclovia no Jardim Aurélia foi assinada em setembro de 2019. Os investimentos foram da ordem de R$ 1,3 milhão, com recursos municipais e execução pela Secretaria de Serviços Públicos, incluindo materiais e mão de obra. 

Toda a sinalização do equipamento foi realizada pela Emdec, com investimento de R$ 110,3 mil. O projeto incluiu a sinalização horizontal (solo) e vertical cicloviária (placas).

Durante o evento, o prefeito assinou decreto denominando o equipamento como Ciclovia “José Simari Ferreira”. Conhecido como Taxinha, José Simari viveu 49 anos no Jardim Aurélia e morreu em 27 de junho de 1998. Foi ativo na Comunidade Católica Santa Edwirges, presidente do Clube Recreativo do Jardim Aurélia e atuante nas causas sociais.

Características

A Ciclovia “José Simari Ferreira” foi construída no canteiro central da avenida, em uma faixa de dois metros de largura. Os pedestres contam com uma pista de caminhada em toda a extensão. O canteiro central recebeu paisagismo, que incluiu o plantio de mudas de árvores. 

O equipamento conta com postes de iluminação em toda a extensão, com lâmpadas brancas de vapor metálico. O espaço também recebeu uma academia ao ar livre. 

A região beneficiada é predominantemente residencial e agora ganha mais uma opção de lazer e para a prática de atividades físicas, favorecendo a convivência entre os moradores da região. O percurso atende aos bairros Jardim Aurélia, Jardim do Vovô, Vila Proost Souza, Jardim Interlagos, Jardim Magnólia, Chácaras Cneo, Jardim Pacaembu, Jardim Bandeirantes e outros. Também atende aos alunos da Escola Estadual “Fabio Faria de Syllos”.

A ciclovia do Jardim Aurélia está integrada ao transporte público coletivo. A região já recebe a implantação do Corredor BRT (Bus Rapid Transit – Ônibus de Trânsito Rápido) Campo Grande, na Avenida John Boyd Dunlop, com previsão de entrega ainda em 2020.

Sistema cicloviário

Campinas já acumula quase 46 km de rotas cicloviárias (ciclovias, ciclofaixas, ciclorrotas e calçadas compartilhadas). A atual Administração municipal já entregou: Ciclovia do Campo Grande (5,12 km); Ciclovia de Barão Geraldo (1,9 km); ciclovia na Avenida Washington Luiz (1,4 km); ciclovia na Avenida Baden Powell (2,3 km); ciclovia na Avenida Theodureto de Almeida Camargo (1,6 km); ciclovia na Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul), com 1,3 km; ciclovia na Avenida Isaura Roque Quércia, continuação da Mackenzie (6,7 km); e três trechos de ciclovias no Distrito de Nova Aparecida (2 km).

No momento, a Administração realiza a construção de duas novas ciclovias:

Campos Elíseos/Vila Aeroporto (2,9 km): canteiro central da Avenida John Boyd Dunlop, sobre a orla do Córrego dos Patos, entre o Conjunto Habitacional Souza Queiroz e a Estação de Transferência Campos Elíseos (Rua Bragança Paulista x Avenida das Amoreiras). 

Residencial Sirius (2,1 km): canteiro central da Avenida Luis Esteves, Rua Mauro Pereira Machado e Avenida José Pacheco, entre a Avenida John Boyd Dunlop, próximo à Estação de Transferência Satélite Íris e o Conjunto Residencial Sirius.

A Emdec também trabalha na execução de ciclofaixas e ciclorrotas em Barão Geraldo, com 9,2 km. E outras três ciclovias estão em construção, como contrapartida de empreendimentos imobiliários:

Piçarrão (5 km): Avenida João Batista Morato do Canto, conectando às avenidas Celso Silveira Rezende e Jorge Tibiriçá. 

Opasa (3,7 km): faixa de duto cedida pela Transpetro; liga a região do Corredor Campo Grande / Vila Padre Manoel De Nóbrega à região do Corredor Ouro Verde / Jardim Santa Lúcia. 

Princesa D’Oeste (1,2 km): sobre o canteiro central da Avenida Princesa D’Oeste, no Jardim Proença. O traçado abrange o trecho entre a Rua Conde D’Eu e a Praça Agenor Oliveira Cartola. 

O sistema cicloviário do município contempla mais de 180km de ciclovias, nas diversas regiões; e será articulado com os principais eixos do transporte. O objetivo é tornar a bicicleta um meio de transporte para pequenos deslocamentos, aliada ao transporte público coletivo.

Fonte: Prefeitura de Campinas

Continue Reading
Publicidade

Copyright ©2014-2018 NoticiasCampinas.com.br. Todos os direitos reservados.