fbpx

Notícias Campinas

Portal de Notícias da RMC

Prefeitura intensifica ações de combate à dengue na região Noroeste

A Prefeitura de Campinas vai intensificar as ações de combate à dengue na

região Noroeste da cidade. O reforço nas atividades será feito pelas secretarias de Saúde e de Serviços Públicos.


 

O motivo, de acordo com o secretário de Saúde Carmino Antonio de Souza, é o fato de a intensidade da transmissão estar diminuindo em todas as regiões do município, exceto na Noroeste, que atualmente tem 5.568 casos da doença.

 

Nesta segunda-feira, 3 de junho, as equipes de saúde foram reforçadas e as visitas aos imóveis acontecerão em um intervalo mais curto do que o habitual. “É importante que as pessoas recebam os agentes. A remoção do lixo e dos criadouros é fundamental”, disse a coordenadora da Vigilância de Agravos e Doenças do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa), Tessa Roesler. Duas equipes de caminhões cata-treco foram disponibilizadas para acompanhar os agentes de saúde que fazem o trabalho de orientação casa a casa.

 

A partir da próxima segunda-feira, dia 10, a Secretaria de Serviços Públicos intensificará o trabalho de limpeza no distrito do Campo Grande, região Noroeste. A coleta de resíduos que são descartados irregularmente será feita com mais frequência para eliminar criadouros. A roçagem de mato e coleta de resíduos em áreas de praça também serão feitos em intervalos mais curtos.

 

O distrito do Campo Grande já passou por um grande mutirão no início de maio, com serviços de coleta de entulho, roçagem e capinação, cata-treco, desobstrução de bocas de lobo, entre outros. Em quatro dias foram coletadas 2.700 toneladas de lixo e entulho descartados de forma irregular. Esse trabalho de limpeza é constante, mesmo fora de mutirões.

 

Casos

 

Entre janeiro e 3 de junho deste ano foram registrados 18.515 casos da doença em Campinas. No mesmo período, quatro pessoas morreram em decorrência da dengue. O último caso ocorreu em abril e foi confirmado no final da semana passada: um homem de 55 anos, morador da região Noroeste, que morreu em abril.

 

A região mais afetada é a Noroeste (5.568), seguida pela Sudoeste (4.768 casos), Sul (4.374 casos), Norte (2.079) e Leste (1.662).

 

A luta contra a dengue exige uma contrapartida de toda sociedade. A Prefeitura mantém um programa de controle e prevenção da dengue. Mas cada cidadão precisa fazer sua parte de cuidados com os espaços, destinando corretamente os resíduos e evitando criadouros.