fbpx

Notícias Campinas

Portal de Notícias da RMC

Primeira-dama do Estado apresenta em Campinas as Escolas de Qualificaçao

Campinas sediou na tarde desta segunda-feira, 19 de agosto, o Encontro Regional dos Fundos Municipais, que reuniu cerca de 200 pessoas, entre primeiras-damas, prefeitos e secretários da área social de mais de 40 cidades da região. O encontro foi aberto pelo prefeito de Campinas, Jonas Donizette, e teve a presença da presidente do Conselho do Fundo Social de São Paulo e primeira-dama do Estado, Bia Doria, e do presidente-executivo do Fundo Social de São Paulo, Filipe Sabará.

 

 

O objetivo do encontro foi apresentar as novas Escolas de Qualificação Profissional e outros projetos do Fundo Social de São Paulo para os 90 municípios da região administrativa de Campinas. Foram discutidas novas parcerias entre o Fundo estadual e os Fundos Municipais da Região Administrativa de Campinas.


 

 

O prefeito de Campinas, que também é presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), destacou o trabalho dos fundos municipais de solidariedade: “Queria cumprimentar de uma forma especial todas as primeiras-damas porque eu sei a luta que é para poder fazer as obras sociais nas cidades”, destacou.

 

 

Antes da abertura, o prefeito Jonas Donizette apresentou à primeira-dama Bia Doria e Filipe Sabará os projetos sociais realizados em Campinas por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos. “Vamos procurar integrar cada vez mais os trabalhos que fazemos hoje em Campinas na secretária de Assistência Social com o Fundo Social de São Paulo”, afirmou Jonas.

 

 

Entre os projetos apresentados por Campinas estão a Casa da Gestante (a primeira unidade de acolhimento para gestantes que vivem em situação de vulnerabilidade social, e seus bebês; serviço realizado em parceria entre a Prefeitura de Campinas e o Instituto Padre Haroldo); o Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora (famílias que acolhem crianças e adolescentes afastados do convívio familiar) e também o

Plano Primeira Infância Campineira (PIC).

 

 

A secretária da Pasta, Eliane Jocelaine Pereira, participou do evento e afirmou que “os cursos do Fundo Social serão importantes complementos às ações de empreendedorismo para o público em situação de vulnerabilidade, compreendendo que o protagonismo e a autonomia são pressupostos do rompimento das desigualdades sociais”.

 

 

Também compareceram ao evento os secretários municipais de Educação, Solange Pelicer, e de Cultura, Ney Carrasco.

 

 

Mercado de trabalho

 

 

Na reunião, foram apresentadas as novas escolas de qualificação profissional e outros projetos sociais do Fundo Social estadual. A primeira-dama de São Paulo, Bia Doria, ressaltou que o Fundo “tem um trabalho forte para que os municípios tenham cursos profissionalizantes e as pessoas possam vir a ser independentes. Essas parcerias são importantes para que as pessoas não precisem se deslocar para os grandes centros e tenham acesso a empregos mais próximos de sua casa. É o município quem sabe quem está na rua, na praça, e como cuidar do social”.

 

 

Para o presidente executivo do Fundo, Filipe Sabará, esse novo modelo de negócio do órgão vai trazer melhor qualificação para os alunos e mais oportunidades para a geração de renda: “Quem já estava acostumado a trabalhar com o Fundo Social do Estado, vai perceber a diferença na qualificação das escolas. Nós ampliamos bastante, tanto na grade quanto na questão do tempo, e em especial trouxemos a oportunidade do microcrédito do Banco do Povo”, disse.

 

 

Neste ano, as Escolas de Qualificação Profissional do Fundo Social de São Paulo passaram por alteração. Antigos cursos foram remodelados e novos surgiram, com carga horária maior e conteúdo compatível com a nova realidade do mercado de trabalho.

 

 

Cursos

 

 

Atualmente, os cursos oferecidos são os seguintes:

 

Escola de Beleza, Estética e Bem-Estar

Cursos: Depilação & Design de Sobrancelha; Manicure; Maquiagem; Assistente de Cabeleireiro; Cabeleireiro Avançado; Prótese Capilar; Mega Hair; Barbearia; Cuidador de Idosos;

 

Escola de Moda, Papelaria e Casa

Cursos: Corte e Costura; Modelagem; Ajustes e Consertos; Bordado em Pedraria; Bordado em Linha; Bijuteria; Crochê; Cartonagem;

 

Escola de Gastronomia e Hospitalidade

Cursos: Panificação Básica; Confeitaria Básica; Salgadeiro; Pizzaiolo; Chapeiro; Camareiro; Recepcionista; Organizador de Eventos;

 

Escola de Bioconstrução

Cursos: Compostagem; Captação de Água de Chuva; Aquecimento Solar; Hortas Agroecológicas; Construção com Terra; Construção com Bambu; Biosaneamento; Permacultura;

 

Escola de Informática e Programação

Cursos: Informática I; Informática II

 

 

Os requisitos para um município se tornar parceiro do Fundo Social de SP são: realizar cadastro no portal “Meu Emprego” (www.meuemprego.sp.gov.br) e solicitar a implementação do curso necessário na região.

 

 

A requisição passará por uma triagem interna do Fundo Social de São Paulo, que avaliará os seguintes quesitos: vulnerabilidade social, cenário econômico da cidade, espaço físico oferecido e materiais permanentes para os cursos como, por exemplo, computadores para as aulas de informática. Em contrapartida, o Fundo Social de São Paulo oferecerá o material didático, professores e insumos necessários.