fbpx

Primeira morte confirmada de H1N1 em Campinas

No final da tarde desta segunda-feira(01), a Secretaria de Saúde de Campinas confirmou a primeira morte por gripe na cidade. A vítima era uma senhora de 63 anos, tinha diabétes e problemas respiratórios e não estava vacinada.

No ano de 2018 houve 15 óbitos pela H1N1. Esse ano foram registrador 589 casos da Síndrome Respiratória Aguda Grave em Campinas, sendo 15 causados pelo vírus Influenza. Até o momento foram registrados um caso de Gripe B, nove de A-H1N1 e cinco de A-H3N2.


A maneira mais eficiente e mais simples de prevenir a contaminação pelo vírus da gripe H1N1 (Influenzae A) é manter as mãos higienizadas. Para isso, basta lavar as mãos frequentemente. Ou usar álcool gel constantemente.

Outra forma importante é evitar ambientes com muita gente e fechados. É preciso manter os ambientes sempre bem arejados.

Ao tossir, de preferência, usar lenços de papel descartáveis e, se aparada a tosse ou espirro com a mão, lavar as mãos em seguida ou usar o álcool gel.

Nos ambientes com ar condicionado, é importante fazer a higienização destes aparelhos de acordo com o manual de instrução ou a recomendação da fábrica.

Fonte: cidadeon