fbpx

Procon: Dia dos Direitos do Consumidor é celebrado com ações em Campinas

Vício de serviço (má prestação), violação aos direitos básicos (ausência de informação clara e precisa) e cobrança abusiva são os três maiores motivos que levaram o consumidor campineiro a procurar ajuda do Procon de Campinas no ano de 2018. Das 32.175 reclamações registradas pelo órgão no ano passado, 20.075 foram referentes aos tipos relacionados acima. Esses são alguns dos dados que o órgão de defesa do consumidor disponibiliza nesta sexta-feira, 15 de março, em comemoração ao Dia Internacional dos Direitos do Consumidor.

 

 

Disponível no site https://procon.campinas.sp.gov.br/ , o relatório anual do Procon de Campinas apresenta um resumo das ações desenvolvidas pelo órgão, entre elas, de como se deram os 188.848 atendimentos ao público divididos entre registro de reclamações, processos pessoais, orientações, fiscalizações, denúncias, cálculos, e outras.


 

 

O relatório apresenta também as 10 empresas e os segmentos mais reclamadas no órgão, assim como o ranking de irregularidades encontradas pelas equipes de fiscalização no município.

 

 

O documento traz, ainda, os artigos do Código de Defesa do Consumidor mais utilizados nas reclamações em Campinas; números de visitas realizadas; autos lavrados, empresas autuadas e, ainda, o perfil do consumidor que recorre ao órgão.

 

 

Merece destaque o ranking das empresas que mais conciliam com os clientes, algumas delas, com índice superior a 50%. O Procon de Campinas realizou 4.166 audiências de conciliação em 2018.

 

 

Além dos lados fiscalizador e conciliador, o Procon investe, ainda, na educação para o consumo. Foram 7.396 informativos em papel distribuídos, além de cartilhas virtuais, gibis e pesquisas de preços.

 

 

 

Para a diretora do Procon de Campinas, Yara Pupo, o Dia Internacional dos Direitos do Consumidor é uma data que deve ser celebrada também para promover uma reflexão sobre nossos hábitos de consumo.

 

 

 

“O Procon de Campinas acredita que a informação e a educação para o consumo consciente são ações essenciais para a formação de uma nova relação consumerista, mais ética e preocupada com a sustentabilidade”, defende a diretora.

 

 

Entre as ações que o órgão desenvolve para atingir esse objetivo estão a divulgação de informativos impressos e virtuais para a população, a distribuição de gibis para o público infantil, palestras em escolas e veiculação de mensagens sobre consumo consciente em mídias diversas.

 

 

Para reforçar essas atividades e comemorar a data, a unidade móvel do Procon de Campinas estará estacionada no calçadão da Rua de 13 Maio nesta sexta-feira, 15, com equipes trabalhando na distribuição de mais 1.000 informativos e orientando a população.