Connect with us

Policial

Roubos da “saidinha de banco” caem 40% na cidade após prisão de quadrilha

Um dos resultados positivos do programa “Campinas Bem Segura”, da Prefeitura, pode ser constatado nas estatísticas dos roubos chamados popularmente de “saidinha de banco”. A prisão de uma quadrilha que agia na cidade e região em uma ação de inteligência unindo forças policiais da cidade, em agosto de 2016, reduziu os casos em mais de 40%.

Levantamento na base de dados Infocrim, do governo do Estado de São Paulo, mostra que na categoria “roubo consumado – saidinha de banco”, houve redução expressiva após a prisão da quadrilha. Os casos durante o ano anterior à operação que resultou na prisão, entre setembro de 2015 e agosto de 2016, somaram 42 roubos apenas em Campinas. Nos doze meses após o desmantelamento do grupo criminoso, entre setembro de 2016 e agosto de 2017, foram registrados 25 casos na cidade. Estatisticamente, houve uma queda de 40,5% nos roubos “saidinha de banco” em Campinas.


Dados ampliados, englobando cidades da Região Metropolitana de Campinas que registraram roubos na saída de bancos, mostram 45 casos de setembro de 2015 a agosto de 2016. Além daqueles 42 em Campinas, foram mais um caso em Paulínia, um em Valinhos e outro em Indaiatuba.

No período de setembro de 2016 a agosto de 2017 foram 34 casos na região, com um em Vinhedo, um em Valinhos e outro em Sumaré e seis em Indaiatuba, mais os 25 de Campinas. A estatística regional que abrange a 1ª e 2ª Delegacias Seccionais da Polícia Civil apresenta uma redução de 24,5 % no acumulado dos períodos avaliados.

Monitoramento inteligente

Em 17 de agosto de 2016, a ação coordenada de identificação e prisão da quadrilha, que atuava na Região Metropolitana de Campinas em roubos na saída de bancos, uniu a Guarda Municipal de Campinas e a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da Polícia Civil.

O trabalho que resultou na prisão da quadrilha contou com o apoio do Sistema Inteligente de Monitoramento Veicular de Campinas (Simvecamp), coordenado pela Central Integrada de Monitoramento de Campinas (Cimcamp) e operado pela Guarda Municipal. Informações levantadas pela Inspetoria de Inteligência da GM e trabalhadas a partir das ferramentas de monitoramento têm levado à solução de diversos crimes complexos no município e até na região.

O uso das novas tecnologias e de ferramentas de inteligência é destacado pelo secretário municipal de Cooperação nos Assuntos de Segurança Pública, Luiz Augusto Baggio. “É um trabalho constante que precisa ser realizado. Vamos continuar colaborando para reduzir a criminalidade com investimento no monitoramento e em ações integradas com as forças policiais”, afirma.

Além dos casos de “saidinha de banco”, o sistema de monitoramento veicular torna possível identificar e prender envolvidos em furtos e roubos de veículos, residências, cargas, pessoas e até homicídios e sequestros.

O secretário alerta que uma condição importante para que o trabalho funcione é comunicar rapidamente a Guarda Municipal sobre as ocorrências. “Caso tenha alguma informação a respeito de suspeitos ou de veículos roubados, furtados e envolvidos em algum crime, ligue 153 e faça sua denúncia” reforça Baggio.

Continue Reading
Publicidade

Copyright ©2014-2020 NoticiasCampinas.com.br. Todos os direitos reservados.