fbpx

Notícias Campinas

Portal de Notícias da RMC

Seminário Municipal de Aleitamento Materno encerra campanha Agosto Dourado

A programação do Agosto Dourado, mês de conscientização sobre a importância do aleitamento materno, foi encerrada em Campinas com o Seminário Municipal de Aleitamento Materno, realizado na quinta-feira, dia 29 de agosto, no Salão Vermelho do Paço Municipal. O evento intersetorial das Secretarias Municipais de Saúde, Educação e Assistência Social reuniu cerca de 50 pessoas.

 

Durante o seminário, destinado aos profissionais da saúde, educação e assistência social, foi abordado o cuidado da gestante e do bebê, na linha do empoderamento do aleitamento materno; o Plano Primeira Infância Campineira (PIC); e funcionamento do Banco de Leite Humano da Maternidade de Campinas. O objetivo da ação é realizar o atendimento de forma integral e integrada à gestante e ao bebê.


 

O Secretário Municipal de Saúde, Carmino de Souza, considera o aleitamento materno uma das coisas mais importantes para a criança, pois ela se torna mais sadia. “Nessa fase da vida, o sistema de defesa do ser humano é muito imaturo, Então o leite materno possui uma importância biológica muito importante. E tem o acréscimo do fator emocional, pois a criança cria laços com a mãe”, explicou.

 

Segundo a coordenadora da área técnica da Saúde da Criança e Adolescente do Município, Tânia Maria Marcucci, as ações foram discutidas com os representantes da unidade de saúde que estão fazendo ações em grupo e discussões nos espaços e territórios de referência. “A amamentação é um dos melhores investimentos, hoje e sempre. Devemos empoderar, proteger, promover e incentivar o aleitamento exclusivo até o sexto mês e o complementar até os dois anos de idade, com a participação da Secretaria Municipal de Educação e outras a fim de garantir o aleitamento exclusivo”, afirmou. 

 

Segundo Tânia Marcucci, a primeira consulta logo após o nascimento, entre o terceiro e quinto dia de vida, deve estreitar os vínculos da mãe e da família com a rede de assistência da sua vizinhança. Nessa primeira visita ao pediatra são reforçadas as orientações sobre a amamentação, o calendário de vacinação, os exames preventivos e avaliações iniciais e já é realizado o agendamento da próxima visita.

 

Primeira Infância Campineira

 

O trabalho da área da Saúde para a área de cuidados com a mãe e o bebê também integra o Plano Municipal pela Primeira Infância Campineira (PIC), que é intersetorial e visa integrar os serviços existentes no município, nas diversas políticas públicas setoriais, com o compromisso de pensar e planejar a cidade para as crianças de zero a seis anos de idade para os próximos dez anos. 

 

O PIC prioriza qualificar a política de atendimento, garantindo o direito às necessidades básicas da criança, a partir de um diagnóstico, planejando ações, metas e metodologia de acompanhamento e avaliação.

 

Banco de Leite Humano

 

Vivências de manejo em aleitamento materno também foram realizadas pela Maternidade de Campinas durante o Agosto Dourado. Temas como a importância da nutrição nos primeiros mil dias e o empoderamento dos pais foram abordados.

 

Neste mês, o hospital também reforçou o incentivo às mães para doação de produção excedente de leite para alimentar, principalmente, bebês que estão internados na UTI e na Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (UCI). Segundo o hospital, o estoque ideal do Bando de Leite Humano para suprir a demanda é de 200 litros mensais, mas, durante o inverno, há uma queda significativa, que varia de 30% a 50% nas doações. Atualmente a Maternidade conta com 1451 doadoras cadastradas no banco.

Sobre o Agosto Dourado

 

O Dia Mundial da Amamentação é comemorado no dia 1º de agosto. Neste ano, o Agosto Dourado tem como slogan “Empoderar mães e pais, favorecer a amamentação. Hoje e para o futuro!”. Durante todo o mês, foram realizadas diversas ações espalhadas pela cidade com o objetivo de mostrar como a amamentação promove a qualidade de vida das crianças. E também houve a participação das unidades de saúde que trabalharam o tema com suas equipes, profissionais, mães e famílias.

 

Além de trazer benefícios como a prevenção de doenças respiratórios e gastrointestinais, a amamentação leva a benefícios futuros que trarão impacto em toda a vida da criança. Amamentar já na primeira hora de vida do bebê, orientação preconizada para todos os serviços da rede, é fundamental para estabelecer um vínculo mãe e bebê.