fbpx

Simpósio de Saúde da População Negra ocorre na próxima terça-feira, 12/11

O primeiro Simpósio de Saúde da População Negra, que ocorre no dia 12 de novembro, é uma das atividades que compõe a programação do Mês da Consciência Negra em Campinas. O evento visa ampliar e dar visibilidade ao tema que abrange mais de 50% da população do País, formada por pretos e pardos.

 

O simpósio é gratuito e o formulário de inscrição está disponível no link http://bit.ly/simposiopopnegra. São mais de 300 vagas disponíveis. Apesar de ser aberto ao público em geral, encontro visa principalmente a participação de gestores públicos, profissionais da área da saúde e de demais políticas públicas, além da comunidade acadêmica, conselhos municipais e movimentos sociais.


 

Realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (SMASDH), com a coorganização da Secretaria Municipal de Saúde e apoio da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, o simpósio terá como base de discussão a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN). O documento busca combater a discriminação étnico-racial nos serviços e atendimentos oferecidos no Sistema Único de Saúde (SUS).

 

“Os debates visam a melhoria das condições de saúde dessa população a partir do engajamento dos profissionais e da compreensão das especificidades da política pública de saúde da população negra e, ainda, do reconhecimento do racismo como determinante social em Saúde”, comentou a secretária municipal de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira.

 

O Simpósio tem como propostas dar visibilidade ao tema e promover reflexões sobre os avanços, conquistas e desafios para a promoção integral da saúde da população negra. Também visa capacitar a rede de profissionais na promoção do acesso e acolhimento dessa população em serviços de saúde, e viabilizar a educação em Saúde desse segmento social da sociedade em geral.

 

Outra questão que será abordada é o reconhecimento do racismo como condição social limitante ao acesso a serviços e tratamentos. E, a partir dessa constatação, buscar formas eficazes de enfrentá-lo, tanto na prática profissional quanto na gestão dos serviços de saúde.

 

O secretário municipal de Saúde, Carmino de Souza, ressaltou a importância do Simpósio que será realizado por meio do trabalho de diversos agentes. “Será um marco em nossa cidade. Juntos, universidade, sociedade e poder público, discutindo as especificidades na saúde da população negra”, avaliou.

 

Política Nacional

A base de discussão dos temas do simpósio é a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra (PNSIPN), instituída pela Portaria GM/MS Nº 992, de 13 de Maio de 2009.

 

A Política Nacional define princípios, objetivos, diretrizes, estratégias e responsabilidades de gestão para a melhoria das condições de saúde, tendo em vista a promoção da equidade em saúde da população negra.

 

Para isso, inclui ações de cuidado, atenção, promoção à saúde e prevenção de doenças, bem como de gestão participativa, participação popular e controle social, produção de conhecimento, formação e educação permanentes para profissionais da área da saúde.

 

Serviço:

Simpósio de Saúde da População Negra

Data: 12 de novembro de 2019

Horário: 8h30 às 17h30

Local: Auditório 5 da Faculdade de Ciência Médicas da Unicamp

Endereço: Rua Tessália Vieira de Camargo, nº 126, Cidade Universitária