fbpx

Tráfico de drogas: 11 são presos e 8 aviões, apreendidos

A Polícia Civil de Americana divulgou nesta quinta-feira (10) informações sobre um esquema de tráfico internacional de drogas que começou a ser investigado na cidade em dezembro de 2017 e que culminou na prisão de 11 pessoas e apreensão de 8 aeronaves – a última dela em Birigui, na última terça (8). No período, os policiais também apreenderam 1,3 mil quilos de cocaína.

De acordo com o delegado Luis Carlos Gazarini, titular da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Americana, o esquema era liderado por um piloto brasileiro, com nacionalidade paraguaia, e que alugava um hangar no aeroclube da cidade.


Segundo a Polícia Civil, parte das aeronaves apreendidas estava em nomes de laranjas. Em alguns casos, as pessoas recebiam valores do tráfico para registrar os aviões em seus nomes.

“O chefe tinha uma função de logística, e cooptava pilotos para fazerem o serviço de transporte do entorpecente ou só para registrarem a aeronave em seus nomes”, disse o delegado.

No entanto, a Dise identificou situações em que os “donos no papel” das aeronaves sequer tinham ideia dessa propriedade. Em três casos, os donos eram fantasmas.

“Uma das aeronaves de maior custo, de mais de R$ 10 milhões, foi adquirida por uma empresa e a proprietária seria uma moça, catadora de recicláveis, que mora em São José do Rio Preto. Em outros três, eles fizeram pequenas alterações em nomes para conseguir os CPF”, exemplifica Gazarini.

Fonte: https://www.acidadeon.com/campinas/cotidiano/policia/NOT,0,0,1455807,trafico+de+drogas++11+sao+presos+e+8+avioes+apreendidos.aspx