fbpx

Vendedor é morto com tiro no rosto perto da Praça da Concórdia

Um homem foi morto com um tiro no rosto, na noite ontem (13), em frente à Praça da Concórdia, na região do Campo Grande, em Campinas. Douglas da Silva Oliveira, de 24 anos, trabalhava em uma sorveteria quando foi morto por dois homens que invadiram o comércio.

Um dos suspeitos segurou a vítima enquanto o outro disparou um tiro contra seu rosto. O crime ocorreu por volta das 23h50 na Rua Manoel Machado Pereira. Após o crime a dupla fugiu.


Câmeras de segurança gravaram a execução e as imagens já estão com a Polícia Civil. O caso foi registrado na 2ª Delegacia Seccional de Campinas como homicídio simples. Ainda não há pistas sobre os suspeitos.

 O CRIME Segundo o Boletim de Ocorrência registrado na Polícia Civil, o vendedor era morador do Jardim Lisa 2 e trabalhava na sorveteria que também funciona como hamburgueria.   Testemunhas informaram que os dois homens chegaram ao local em um veículo Onix. Eles desceram do carro usando um gorro da blusa de frio que tampava o rosto e foram diretamente em direção à vítima que estava próxima ao balcão do estabelecimento.   Um dos indivíduos segurou a vítima enquanto o outro sacou o revólver e efetuou um disparo contra seu rosto. Ele morreu no local.

 Na sequência os dois correram, entraram no carro e fugiram do local.   Segundo a Polícia Civil, nada foi roubado da vítima e nem do estabelecimento comercial. A proprietária da sorveteria e uma funcionária estavam no local quando o crime aconteceu. O caso será investigado pelos investigadores do 11º Distrito Policial, no Jardim Ipaussurama.  OUTUBRO VIOLENTO  Desde o começo do mês Campinas tem registrado casos de execução. Nos primeiros dias do mês foram registrados homicídios que chamaram bastante a atenção da Polícia Civil. Entre eles, um homem foi morto com 12 tiros no rosto no Jardim Campos Elíseos e no mesmo dia o dono de uma academia foi morto no Carlos Lourença com cinco tiros. 

Fonte: https://www.acidadeon.com/campinas/cotidiano/policia/NOT,0,0,1456398,vendedor+e+morto+com+tiro+no+rosto+perto+da+praca+da+concordia.aspx